Andrea Almeida se solidariza com família e se posiciona em relação a crime com requintes de crueldade em Simões Filho

A Coordenadora de Políticas Públicas para às Mulheres, Andrea Almeida, no final da noite deste domingo (26), através das redes sociais, se posicionou declarando que irá cobrar das autoridades/ órgãos da Segurança Pública a elucidação do bárbaro crime com requintes de crueldade, que aconteceu no Condomínio Palmeiras, no bairro Vida Nova, em Simões Filho. A vítima, Ana Paula da Silva Gomes, 26 anos, foi encontrada morta no apartamento com sinais de violência sexual. De acordo com informações confirmadas pela PM que esteve por volta das 15:30h no local, ela sofreu diversos ataques de arma branca.
Ex-Secretária de Políticas Públicas para às Mulheres, Andrea Almeida defendeu a ampliação da luta para o enfrentamento da violência,  mas não teria conseguido o apoio necessário, para desenvolver as ações e também a implantação da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher. Ela rompeu com o governo anterior e, logo após, desistir da candidatura à prefeitura, apoiou o atual governo. Atualmente a coordenação é ligada à pasta de Desenvolvimento Social, Mulher e Cidadania (Sedesc).
”Hoje, tive a triste notícia do estupro e assassinato com requintes de crueldade sofrido por uma mulher, moradora da cidade. Desde já, quero me solidarizar com a família. A Secretaria de Desenvolvimento Social, da Mulher e Cidadania , por meio da coordenação de políticas públicas das mulheres estará acompanhando as investigações e cobrará das autoridades competentes às devidas providências, para que o caso seja elucidado. Queremos também nos colocar à disposição da família para encaminhar, acompanhar e oferecer todo o suporte que estiver ao nosso alcance”, declarou Andrea Almeida.
Embora muitos avanços tenham sido alcançados com a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006), ainda assim, no Brasil, cerca de 5 assassinatos ocorre a cada 100 mil mulheres, número que coloca o país no 5º lugar no ranking de países nesse tipo de crime.

O corpo de Ana Paula foi encaminhado para o IML por volta das 20:30h de ontem. Segundo informações preliminares, ela estava desaparecida desde o último sábado (25). Sem informações do paredeiro, familiares arrombaram a porta do apartamento e constataram o corpo da vítima caído na cama.

Em Simões Filho e na Região Metropolitana o caso repercute. A população está abalada com a violência. Também ainda não há informações sobre suspeito e o caso está sendo investigado pela Delegacia Territorial do município.



*Rede Imprensa



Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.