Novidades

Lula inicia sua estratégia de olho nas eleições em 2018

Em conversa com a deputada Luciana Santos (PE), comandante do PCdoB, e Orlando Silva (SP), o ex-presidente Lula revelou: "Para vocês posso dizer: eu serei candidato à Presidência da República". A confidencia ocorreu na segunda-feira passada, em São Paulo.


Lula, inclusive, encomendou ao ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa, a Luiz Gonzaga Belluzzo e a professores da USP, propostas para a confecção de um programa econômico. O mote de sua plataforma será o estímulo ao consumo "com responsabilidade fiscal".
Mesmo o tradicional aliado PCdoB, porém, já faz previsões para se descolar do PT, lançando o governador do Maranhão, Flávio Dino, à sucessão do presidente Michel Temer.

Comenta-se que os petistas não têm Plano B para o caso de Lula ser impedido de disputar a Presidência, se for condenado na Justiça em segunda instância e virar ficha-suja. Porém, mesmo hoje, alvo de cinco ações penais, três na Lava Jato, mesmo assim Lula lidera as pesquisas de intenção de voto.

Caso Lula não possa concorrer, uma alternativa, pelo menos para parte da cúpula do PT, seria Ciro Gomes, porém, essa possibilidade ocorreria somente em último caso. O grupo que defende essa alternativa quer uma "operação casada", onde o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad seria candidato a vice. Contudo, essa hipótese nem de longe tem a maioria do partido.



Radar da Bahia

Nenhum comentário