Mãe assina contrato do MCMV no Hospital de Simões Filho; Veja depoimento


Mariani Araújo não pôde comparecer para assinar o contrato do Minha Casa, Minha Vida (MCMV), no dia 22 de Fevereiro de 2017, após ser sorteada no dia 15 do mesmo mês, pois havia dado à luz o seu primeiro filho, mas foi surpreendida por uma funcionária da Secretaria de Habitação (Sehab) que foi ao seu encontro, no Hospital Municipal, para levar o documento.  Agora, ela e sua família são moradores do Conjunto Habitacional Parque Universitário I.


Após sair da maternidade, Mariani enviou um belo depoimento para a equipe da Secretaria.  Leia a declaração da mamãe na íntegra:


 “Quero expressar aqui a minha alegria em ser uma das contempladas no sorteio do programa de habitação Minha Casa Minha Vida. Estou muito contente com a transparência como foi organizado e a maneira como foi realizado o sorteio, fatores que mais me chamaram a atenção.
Como muitos moradores desta cidade, eu também sou inscrita desde o ano de 2009 e sempre que buscava informação sobre o assunto, pediam que aguardasse. Sempre ouvia informações variadas, por vezes contraditórias. 

Após entregar a documentação, enfrentamos outro momento de estresse, o de aguardar a divulgação do sorteio e da listagem. Esperamos a primeira, não tinha meu nome. A segunda, também não constava. A terceira saiu, e nada. Chegou o final do mandato e eu perdi as esperanças de ser contemplada. E como a secretária mesmo afirmava, já não havia mais quantidade suficiente de apartamentos se comparada à quantidade de pessoas na espera. E eu no meio destas.

Quando li em um dos sites de noticias sobre Simões Filho, que restavam 130 apartamentos para ser concorridos por 3.000 dossiês, aí tive a certeza que seria quase impossível. Passado alguns dias, saiu uma listagem e enfim, constava meu nome. A esperança ressurgiu. Depois, novamente, sentia que era quase impossível eu ser contemplada, pois, no empreendimento onde constava meu nome, eram 243 pessoas para concorrer a 25 apartamentos. Não soube a tempo de que era possível participar o do sorteio, fiquei no aguardo, mas a esperança já estava U.T.I (rs).


Para minha surpresa, o que era quase impossível, Deus o transformou em possível. Afirmo que foi Deus porque, Ele é quem faz todas as coisas acontecerem na nossa vida. E diante do cenário, minhas chances eram remotas. Passados dois dias, os contemplados foram convocados para a vistoria do apartamento. No dia seguinte tínhamos que comparecer para assinar o contrato, porém (rs), eu não pude. Ao chegar em casa, após a vistoria, comecei a sentir uma dor do tipo cólica. Esqueci-me de relatar, eu estava grávida, próximo dos nove meses. Durante a madrugada fui para maternidade, a médica me internou e não pude assinar. Meu bebê nasceu às 15h. Meu esposo foi lá justificar a nossa ausência e mais uma vez me surpreendida por esta gestão.



Como podem ver na foto, assinei o contrato dentro da maternidade do hospital do município. Só a mão de Deus sobre o coração do homem, pode manifestar estas atitudes. O secretário pediu que levassem para que eu assinasse e Cris (como carinhosamente passei a chamá-la) com muito carinho e gentileza se dispôs a ir ao meu encontro.



Meu desejo é que Deus possa continuar conduzindo o coração do nosso prefeito, lhes concedendo sabedoria nas tomadas de decisões, saúde na caminhada e acima de tudo, que seu coração seja eternamente e em todos os momentos, temente ao nosso Soberano, o Senhor Jesus Cristo. De igual modo, desejo o mesmo aos seus secretários e funcionários. Que possamos ver o diferencial, mesmo com tantos problemas a serem resolvidos, que haja crescimento do município e seus moradores”.



Núcleo de Imprensa

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.