Novidades

Simões Filho: Jornada Pedagógica 2017 discute "Valores Humanos em Defesa da Vida"

“Os valores não surgem na vida em sociedade como um trovão no céu. São construídos na vida familiar, na convivência familiar, na convivência humana, no trabalho, nas escolas, nas manifestações culturais, nos movimentos e organizações locais. Conhecê-los, compreendê-los e praticá-los, é uma questão fundamental da sociedade cultural”. O texto do professor da Universidade Estadual de Sobral, no Ceará, Vicente Martins, estampou o material de boas-vindas entregue aos participantes da abertura, na manhã desta sexta-feira (10), da Jornada Pedagógica 2017. O evento tem como público alvo os profissionais da Educação, entre eles professores, coordenadores, diretores, vice-diretores, assistentes, secretários escolares e a equipe técnica pedagógica.
Com o tema: “Valores Humanos em Defesa da Vida”, o encontro possibilita aos educadores e dirigentes a debater diversos assuntos e definam propostas que garantam o avanço da qualidade de ensino.
Realizado no Ginásio de Esportes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), no bairro da Pitanguinha, a cerimônia de abertura contou com a presença do prefeito Diógenes Tolentino, do secretário municipal da Educação, Manoelito Damasceno, além de profissionais da área de educação da Rede Municipal, além de autoridades do município.
Em seu discurso, o secretário Manoelito Damasceno agradeceu o empenho de todos e parabenizou os professores pelo esforço que têm feito, tanto do ponto de vista pedagógico, quanto do ponto de vista humano. “São pessoas que têm uma missão sublime, que é educar. E essa missão para ser operacionalizada tem que ter, primeiro, compreensão para tentar conviver com uma realidade contraditória. E sabemos que esta realidade, às vezes, nos oferece situações onde nós temos que interagir como verdadeiros juízes. Fazer julgamento e proclamar uma ação de juízo significa, antes de tudo, proclamar uma ação de amor. E o amor é o instrumento humano que conduz toda a ação daqueles que fazem educação e que trabalham no sentido de possibilitar ao outro uma consciência cidadã e, ao mesmo tempo, revolucionária”, defendeu o chefe da pasta.
Já o prefeito, em seu pronunciamento para uma plateia que está bastante envolvida em todas as questões educacionais desde o início do novo governo, agradeceu o empenho dos educadores, ao reconhecer a importância deles no processo de transformação que a cidade passará. “Se nós queremos fazer uma educação séria, precisamos entender a importância de cada um de vocês, porque eu sei que não falta vontade no coração de todos para se fazer uma educação de qualidade. Porque se não fosse o amor, todos vocês já tinham desistido”, disse o gestor, ao garantir que fará todos os esforços para sempre ofertar boas condições de trabalho.
A professora Edilene Garcia, que leciona para o Ensino Fundamental na Escola Reverendo Rodrigo Silva Santana, defende uma mudança na forma de conduzir a educação no município. “Minha expectativa é que seja diferente de tudo o que já foi.  E tudo isso se resume a dedicação, de ambas as partes, e o compromisso, também de ambas as partes”, defendeu.
“O nosso objetivo é fazer com que os professores entendam a valorização que eles têm. Simões Filho é uma cidade que está desvalorizada, principalmente na Educação. E o prefeito tem se preocupado, apesar de todas as dificuldades, mas entendemos que esse momento, essa receptividade é muito importante”, defendeu a chefe de Gabinete da Seduc, Iracema Souza.





Núcleo de Imprensa

Nenhum comentário