Novidades

Temer diz que não conseguia dormir no Alvorada: 'Será que tinha fantasma?'

No início do mês o presidente Michel Temer desistiu de morar no Palácio da Alvorada com a sua família, mas só agora ele explicou o motivo do retorno ao Palácio do Jaburu, decisão que causou controvérsias após a reforma de mais de R$ 20 mil na residência oficial da Presidência da República. "Senti uma coisa estranha lá. Eu não conseguia dormir, desde a primeira noite. A energia não era boa. A Marcela sentiu a mesma coisa. Só o Michelzinho, que ficava correndo de um lado para outro, gostou. Chegamos a pensar: será que a aqui tem fantasma?", afirmou o presidente em entrevista à revista Veja.

Temer também comentou as mudanças frequentes na equipe do seu governo e afirmou que "nunca" demitiu ministro algum. "Eles é que se sentiram incomodados e pediram para sair. O governo não pode ficar sujeito à instabilidade das acusações que surgem na Lava Jato", acrescentou, referindo-se à operação da Polícia Federal.

O peemedebista frisou ainda que quer "entrar para a história como um presidente reformista", lembrando que devem ser aprovadas neste ano as reformas da Previdência, trabalhista, tributária e política. "Não sou populista, não estou atrás do aplauso popular. Fizemos em alguns meses o que os últimos presidentes não conseguiram fazer em décadas", avaliou. "Hoje eu diria que meu governo é 10 por tudo que fizemos e diante do desarranjo que recebi. Mas prefiro fazer uma avaliação em setembro, quando estaremos completando um ano de mandato efetivo."



Metro1

Nenhum comentário