Novidades

Candeias: Pitágoras fala da situação do Hospital Ouro Negro

Após a manifestação dos mototaxistas por conta da morte um colega hospitalizado que aguardava vaga em um UTI na Central de Regulação do Governo do Estado, o prefeito Pitágoras Ibiapina (PP) comentou a morte do paciente Diogo Nogueira de Arruda Silva, de 30 anos e a situação do Hospital Ouro Negro. No vídeo, publicado nas redes sociais, o gestor afirma que a unidade está sob intervenção judicial e que o município depende da unidade para atender os moradores. “Devido ao problema da saúde O hospital não está nas mãos do prefeito de Candeias. Ele está sob intervenção judicial. Essa intervenção foi iniciada quando o prefeito anterior foi afastado em junho de 2016. O juiz colocou essa intervenção por seis meses e em janeiro por mais seis meses”, explicou o prefeito. Em outro trecho, ele solicita a participação dos moradores na batalha para trazer a administração do hospital para o município. “Eu peço a você a vir para essa batalha de trazer o Hospital Ouro Negro de volta para Candeias. Não podemos admitir que esse hospital continue sob intervenção, não podemos mais admitir que não possamos administrar o hospital que é da nossa cidade”, ressalta Ibiapina.


Diogo Nogueira de Arruda Silva, de 30 anos, morreu na noite da última quinta-feira (6), no Hospital Ouro Negro onde estava internado desde domingo (2) e aguardava por uma vaga na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na Central de Regulação. As causas da morte ainda são desconhecidas. De acordo com informações dos mototaxistas, Diogo passou mal no sábado (1º) e chegou a ser atendido na unidade de saúde. No domingo, ele voltou dar entrada no hospital e permaneceu internado na unidade até ontem. Diogo foi sepultado ontem no Cemitério Recanto da Saudade. Ele era casado e deixa uma filha de um ano.


*Baiana FM

Nenhum comentário