Novidades

Neco pede desculpas a empresário por não ter conseguido destravar alvará de licenciamento na gestão passada


Na tarde desta terça-feira (18), o prefeito de Simões Filho Diógenes Tolentino entregou o alvará e licença ambiental ao fundador e presidente do grupo Atakarejo, Teobaldo Luis da Costa, em continuidade ao processo iniciado da gestão passada, mas que não pode ser finalizado por questões relacionadas a dificuldades no licenciamento.


Na oportunidade o ex-vice-prefeito do município e atual vereador eleito Manoel Almeida (Neco) se desculpou publicamente ao representante do grupo Atakarejo, em nome da gestão passada, por não ter conseguido destravar o alvará de funcionamento da empresa, nem ter emitido o licenciamento ambiental, o que resultou na suspensão das obras por um período de 8 meses.

“Eu quero agradecer ao Senhor Teobaldo pelo investimento e pedir desculpas em nome da gestão anterior por não andar o processo as eu tenho certeza que o prefeito Dinha com esse amor que ele tem pela boa terra e pela boa gente, o investimento agora saiu e Deus quis que ele fosse prefeito e esse empreendimento acontecesse na gestão do prefeito Dinha e eu dei a sorte de ser vereador ao lado dele.

Então o passado a gente deixou pra trás, agora o meu negócio é andar pra frente”, revelou Neco.

Em entrevista exclusiva ao Mapele News, Neco ainda afirmou que as equipes da gestão atual agiram com inteligência e parabenizou o prefeito Dinha pela ousadia em liberar a licença em tempo recorde.

“Graças a Deus o prefeito foi inteligente com sua equipe de Desenvolvimento Econômico e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente que concedeu a essa empresa a licença ambiental. Pra mim é uma satisfação. Quero aqui parabenizar ao prefeito Dinha por ele ter tido essa ousadia de liberar em tempo recorde essa licença pra que este investimento possa trazer pra Simões Filho, não só emprego mais acima de tudo renda”, afirmou Neco.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico Nilto Novaes o grupo Atakarejo, suspendeu as obras por causa de uma tubulação subterrânea que passa na localidade, dificultando a escavação para colocação da estrutura que irá sustentar o prédio, no entanto, após duas reuniões com engenheiros, além da parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (SEDUMA), a situação da tubulação foi rapidamente contornada, liberando o alvará para retorno das obras, que até o fim do ano deverão ser concluídas.

Em apoio às colocações de Neco, Dinha disse que com certeza não competia ao vice-prefeito a atribuição de destravar o alvará, caso contrário a obra já teria sido autorizada e que considera Neco um homem trabalhador.

“Eu tenho certeza que não competia ao senhor, na função de vice-prefeito, não era atribuição sua na época cuidar da liberação dos alvarás, se fosse eu tenho certeza que ele estaria a muito tempo na mão, até porque o senhor também é um homem trabalhador, tanto é que o povo lhe concedeu e deu a oportunidade de você está hoje na função de vereador pela sua humildade, pela sua forma de trabalhar”, elogiou Dinha.

O empreendimento, que corria o risco de ir para Alagoinhas, recebeu alvará e licença ambiental. Em pouco mais de 100 dias, a Prefeitura agilizou todos os trâmites legais para o início das obras de construção do Atacadão em Simões Filho.


*Mapele News

Nenhum comentário