Novidades

Negócios da Odebrecht em Camaçari vão muito além de condomínios e pedagios

O Grupo Odebrecht que está no centro de uma das maiores crises políticas da história do Brasil, tem forte presença em Camaçari onde é proprietário de várias empresas no Polo Industrial, como a Braskem, e nos últimos anos teve relação direta em várias obras no Municipio.

Uma das grandes intervenções do grupo na cidade foi a construção do empreendimento imobiliário Bairro Novo Odebrecht, onde levantaram dois condomínios, o Praia de  Itacimirim e o Praia de Jauá. Na época o prefeito era Luiz Carlos Caetano (PT) e as entregas ocorreram entre 2009 e 2010. As unidades, praticamente todas, foram financiadas pela Caixa.
 
Outra inserção importante da Odebrecht, que é sócia com a OAS da Conssecionária Bahia Norte, foi a privatização da Via Parafuso onde ela administra várias cabines do pedágio de Camaçari a Salvador. Obra realizada no Governo Jaques Wagner (PT).
 
Atualmente a Odebrecht, através da Bahia Norte está construindo a Via Metropolitana, rodovia privada e pedagiada que vai ligar Vila de Abrantes em Camaçari, a Cia Aeroporto em Simões Filho. Obra iniciada no Governo Rui Costa (PT) e na gestão do prefeito Ademar Delgado (PT). Nesta havia promessas de contrapartida para a cidade, mas que até agora não foram iniciadas.
 
O grupo também é sócio da  Concessionária Litoral Norte S/A – CLN, que administra o pedágio da Estrada do Coco em Camaçari.
 
De acordo com informações a Braskem também tem um projeto, que já está em andamento, para controlar em Camaçari a água da produção industrial.
 
Uma ação de extrema relevância do Grupo Odebrecth em Camaçari através da Braskem, foi a compra no Polo Industrial das empresas químicas do grupo Ipiranga.

Outro fato não menos importante é que hoje eles são os atuais donos da Cetrel.
Nas delações premiadas os executivos da Odebrecht disseram que na relação com o grupo era comum a classe política de todo o Brasil,  receber ou cobrar propinas da construtora para campanhas eleitorais em troca de favores políticos. 




*Camaçari Notícias

Nenhum comentário