Novidades

Palocci diz que nunca pediu caixa 2 para campanhas do PT

O ex-ministro Antonio Palocci depôs na quinta-feira (20) ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, na condição de réu no processo a que responde no âmbito da Operação Lava Jato. Ele afirmou que jamais utilizou caixa 2 para campanhas eleitorais do Partido dos Trabalhadores.
Palocci contou que foi procurado em períodos eleitorais por tesoureiros do partido, que lhe pediam para conversar com empresários colaboradores das campanhas a fim de conseguir mais doações.


“Evidentemente, eu pedia recursos das empresas acreditando que elas iriam tratar isso da melhor maneira possível”, ressaltou.


O ex-ministro garantiu a Moro que nunca chegou a acompanhar o andamento das contribuições de campanha: “Eu não era tesoureiro, não fazia parte da arrecadação, não acompanhava esse tema”.


Palocci é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter recebido propina para articular contratos entre a Petrobras e o Grupo Odebrecht, mas ele nega que tenha atuado para beneficiar a empreiteira. O ex-ministro também disse não saber a quem se refere o apelido “italiano”, que aparece nas planilhas de doações da empresa. Mesmo diante da afirmativa do MPF de que a alcunha se refere ao próprio Palocci.


*Radar da Bahia

Nenhum comentário