Novidades

Sérgio Cabral é denunciado pela nona vez na Lava jato

O ex-governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral e mais nove pessoas foram denunciados na terça (23) no âmbito da Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato. Esta é a nona vez que Cabral torna-se réu, agora, acusado de crimes de corrupção ativa e esquema de pagamento de propina. Ele será interrogado pelo juíz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, nesta quarta-feira (24).

A nova denúncia oferecida pelos procuradores da força-tarefa da Lava Jato cita esquema de pagamento de propina envolvendo a empreiteira carioca Christiani-Nielsen, em contratos milionários das obras do Arco Metropolitano, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Favelas e da Linha 4 do metrô.

O MPF aponta que a organização criminosa atuou em diversas contratações do estado do Rio de Janeiro entre os anos de 2008 e 2014, estruturada para que o ex-governador Sérgio Cabral recebesse uma “mesada” de até R$ 500 mil por mês da empreiteira Carioca Engenharia.

Os procuradores da Lava Jato no Rio de Janeiro, que subscrevem a denúncia, dizem que os esquemas de cartelização mediante o pagamento de propina começaram desde que Cabral assumiu o governo do Rio de Janeiro, em 2007. “Em tais esquemas, foram englobadas praticamente todas as grandes obras públicas de construção civil realizadas pelo ente público, algumas delas custeadas com recursos federais.”


*Radar da Bahia

Nenhum comentário