Novidades

Simões Filho pode ter racionamento da água – Salvador continua com risco

36 cidades do estado já “estão em regime preventivo de racionamento”, como Vitória da Conquista, Morro do Chapéu, Jacobina e Seabra. A medida foi tomada pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), devido à diminuição do nível dos mananciais utilizados para o abastecimento dessas cidades, entre barragens, açudes, rios e poços.

O período de estiagem, enfrentado por mais da metade dos municípios baianos, continua levantando a possibilidade de um racionamento no abastecimento de água de Salvador, Simões Filho e outras cidades da Região Metropolitana. O sinal de alerta está ligado, pois, o volume útil nas barragens que atendem essas regiões ainda é considerado baixo. Os percentuais são: Pedra do Cavalo (24,23%), Santa Helena (11,75%), Joanes 2 (13,31%), Joanes 1 (59,82%), Ipitanga 1 (20,09%) e Ipitanga 2 (39,91%), de acordo com o boletim divulgado pela Embasa. Segundo o setor de operação da Embasa na RMS, esse volume é suficiente para abastecer Salvador e  Região Metropolitana nos próximos 45 dias.

Para recarregar os mananciais que abastecem Salvador e parte da Região Metropolitana, é preciso que chova na bacia do recôncavo norte, na região de Camaçari, Mata de São João e Dias D’Ávila. As chuvas nessas regiões ainda são insuficiente para reabastecer os mananciais que atendem as áreas.

Ações
Entre as ações emergenciais que estão sendo tomadas para amenizar os problemas decorrentes da falta de chuva, a Embasa adquiriu equipamentos que fazem a reversão do lago de Santa Helena para o Rio Jacumirim – que abastece a barragem – e, consequentemente, aumenta o volume de água armazenada na barragem de Joanes II.

De acordo com a companhia, a medida custou R$ 2,5 milhões e conseguiu aumentar em 4 mil litros por segundo a vazão de água para o rio. Além dessas medidas, 14 poços estão sendo perfurados em um área próxima a uma das estações de tratamento da água que abastece Salvador.

Os 36 locais com regime preventivo de racionamento de água são: Vitória da Conquista, Belo Campo, Senhor do Bonfim, Jacobina, Jaguarari, Caldeirão Grande, Andorinha, Itiúba, Ponto Novo, Filadélfia, Seabra, Brotas de Macaúbas, Ibitiara, Novo Horizonte, Bonito, Palmeiras, Tapiramutá, Entre Rios, Morro do Chapéu, Poções, Bom Jesus da Serra, Queimadas, Santaluz, Candeal, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Gavião, Ichu, Nova Fátima, Pé de Serra, Pintadas, Quixabeira, Riachão do Jacuípe, São Domingos, São José do Jacuípe e Valente, além das localidades de Angico (distrito de Mairi), Umbuzeiro (distrito de Mundo Novo) e Altamira (distrito de Conde).


*Simões Filho Online




Nenhum comentário