Novidades

Convocatória para mapeamento dos povos de terreiros e templos de matriz africana começa segunda-feira(12)

A Prefeitura de Simões Filho realiza, a partir desta terça-feira (5), uma convocatória para mapeamento dos povos de terreiros e templos sagrados religiosos de matriz africana. O objetivo é construir ações estruturadas para o reconhecimento, o respeito e a promoção de políticas públicas. Organizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e da Cidadania (Sedesc), a ação convidará os líderes e representantes para participarem dessa pesquisa e do programa de mapeamento e agendamento de visita.  


O atendimento será realizado na Sedesc, no Centro Social de Simões Filho, e é necessário apresentação da documentação original: comprovante de endereço da entidade, nome do próprio terreiro ou do (a) líder maior da Casa (recibo de água, luz ou telefone, ou declaração de localização por órgão oficial, ou legitimado pela sociedade civil), e RG/CPF do líder/representante.


O projeto Mapeamento dos Terreiros de Simões Filho tem como objetivo conhecer o universo das religiões afro-brasileiras na cidade, principalmente àqueles relacionados aos aspectos sócio-culturais e demográficos. Pretende-se construir um banco de dados com a perspectiva de que este resultado possibilite a construção de políticas públicas que beneficiem este segmento religioso, o seu fortalecimento na luta pela liberdade religiosa e a valorização do patrimônio afro-brasileiro.


Através da coordenação de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, órgão vinculado à Sedesc, o departamento já tem em seu banco de dados o cadastro de 44 terreiros no município. A informação será confirmada através do senso, que começa a ser realizado pela primeira vez na cidade.


Para a realização deste cadastramento foi elaborado um questionário, que servirá de instrumento de coleta de dados, onde constará as seguintes questões:


a) Dados de identificação e localização do terreiro;

b) Dados de identificação do responsável principal e demais da escala hierárquica própria, conforme sua nação;

c) Identificação e caracterização do terreiro.

A estratégia para após esse senso realizado é que as informações iniciais disponibilizadas estimulem a elaboração e criação de novos dados que futuramente estarão disponível nos canais de comunicação, como na página oficial da Prefeitura na internet e nas suas contas das redes sociais.



*Ascom

Nenhum comentário