Novidades

5ª Conferência Municipal de Saúde discute fortalecimento do SUS em Simões Filho

Com o objetivo de avaliar a situação de saúde do município e propor diretrizes para a formulação da política de saúde, teve início, na manhã desta quinta-feira (27), a 5ª Conferência Municipal de Saúde, evento que ocorre até esta sexta-feira (28), no Auditório do Centro Social de Simões Filho.

A abertura contou com a presença do prefeito Diógenes Tolentino, do secretário geral do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems/BA) e Secretário de Saúde de Alagoinhas, Rodrigo Matos, da chefe da Saúde de Simões Filho, Maria Betânia Lessa, vereadores, servidores da saúde no município, representantes de Conselhos e Associações, e a comunidade em geral.

“Simões Filho está de parabéns pela organização. A Conferência atende a um princípio constitucional que é a participação popular. No caso da saúde, esse processo está linkado com a população, através dos Conselhos e das Conferências de Saúde. E a gestão executa as ações que são definidas pelos Conselhos e pelas Conferências”, afirmou Renato Matos.

O tema do encontro é o “Fortalecimento do Sistema Único de Saúde”. O evento vai promover eixos temáticos de discussão em torno da Atenção Básica, Média e Alta Complexidade, Vigilância e Proteção da Saúde, Gestão e Assistência Farmacêutica.

“Estamos criando uma perspectiva positiva para o município, porque os números estão provando que as coisas mudaram para melhor, sinalizando que estamos fazendo um bom trabalho e alcançando todos os objetivos. Com isso, garantimos uma saúde pública de qualidade para que possamos cuidar bem da nossa Boa Gente”, afirmou o prefeito Dinha. 

Prevista na Lei nº 8142/90, a Conferência Municipal de Saúde deve acontecer a cada quatro anos e conta com a representação dos vários segmentos sociais, que expressam as necessidades de saúde da população e serve de base para a construção do Plano Municipal de Saúde (PMS).

“Vamos seguir trabalhando, mediante os princípios dos SUS, visando a união da comunidade com os profissionais de saúde”, disse a secretária Maria Betânia.



*Ascom

Nenhum comentário