Novidades

"Eu quero um tratamento para o meu filho" declara mãe do garoto Rhyan- veja a história

A equipe de Jornalismo do Panorama de Noticias, recebeu o convite para conhecer o drama vivido pela família da Senhora Rose Guimarães mãe de  Rhyan Guimarães de apenas 11 meses.

O drama familiar deu-se inicio quando foi diagnosticado, ainda durante a gravidez, que Rhyan, era portador de uma rara doença conjuntiva. Trata-se  da Osteogênese Imperfeita – popularmente conhecida como “Ossos de Vidro”.
Essa síndrome rara afeta o tecido conjuntivo seja por causa genética ou hereditária, no Brasil são diagnosticado mais de 20 mil pacientes/ano no Brasil.

Constatamos a enorme dificuldade, que passa a família. Além de Rhyan o núcleo familiar possuem mais  dois filhos menores, que dependem do apoio dos pais. E, todo tratamento vem sendo realizado em São Paulo, com especialistas do Hospital das Clinicas.

Em entrevista exclusiva ao Panorama de Notícias, a mãe do garoto falou sobre o drama vivido. 

"Logo após o nascimento o médico pediatra notou que estava havendo uma deformidade nas pernas dele porque ele já nasceu com fraturas, e deformidades nos membros inferiores e exteriores. Através disso ele foi encaminhado ao geneticista, e lá depois de um exame radiológico foi diagnosticado que ele tinha Osteogênese Imperfeita - Ossos de Vidro. Hoje Rhyan se encontra com 11 meses, está com 6 Kg e 400 gramas com 59 centímetros" afirmou. 
Roseane falou ainda sobre o seu dia dia com Rhyan.

"Hoje eu estou morando na zona rural de Lagarto em Sergipe um local de difícil acesso, retornei a cidade de Simões Filho , onde morei por 12 anos para que portas se abram, e o poder público veja a situação do meu filho que merece um tratamento com médicos especializados. A maior dificuldade que eu estou encontrando, é que o médico ortopedista solicitou que Rhyan use um capacete para a deformidade craniana que custa R$ 10.000,00 (dez mil reais), eu já entrei com uma ação no Ministério Público, é uma ação demorada, e Rhyan tem pressa em usar este capacete porque já era pra ele está usando esse capacete a partir do sexto mês de vida" explicou.
Para finalizar, Roseane agradeceu ao Panorama de Notícias e fez um apelo aos empresários e a população de Simões Filho. 

"Eu agradeço a vocês pela atenção e faço um apelo a população simõesfilhense, aos meus amigos de rede social que conhecem a minha luta, eu cheguei ontem de viagem para Simões Filho. Vamos realizar um bingo em prol de Rhyan, e quero contar com o apoio de todos aqui em Simões Filho, a cidade onde morei e trabalhei por 10 anos no CEASA"  desabafou.


Para ajudar a família de Rhyan, é só entrar em contato pelo telefone (71) 9 9177-3064.



Por Ataíde Barbosa





Nenhum comentário