Novidades

Meia-atacante Danilinho faz exames na Toca do Leão e deve ser anunciado em breve

Tem reforço para o ataque na Toca do Leão. Nesta sexta-feira (14), o meia-atacante Danilinho fez exames médicos para poder assinar com o Vitória. Se for aprovado, o atleta firmará o vínculo e será anunciado nos próximos dias. 

Danilinho, que tem 30 anos, chega para firmar contrato até o fim do ano. O atleta está sem clube desde março, quando deixou o Fluminense, e ainda não fez nenhuma partida esse ano. Inclusive, logo após a pré-temporada, no final de janeiro, o jogador sofreu uma lesão muscular na coxa. A última vez que entrou em campo foi em 27 de novembro do ano passado.
Com carreira no Brasil e no exterior, o meia-atacante acumula passagens pelo futebol mexicano, onde defendeu Chiapas, Jaguares, Querétaro e Tigres, além de outros clubes brasileiros, como Atlético-MG, Santos, América-SP e Mirassol-SP. 

PolêmicasNo currículo, Danilinho também acumula, além de clubes, polêmicas. No Galo, foi dispensado após apenas oito meses de contrato, por ter faltado ao treino duas vezes seguidas. 

Em dezembro de 2011,  ele foi denunciado por agressão física por Priscila Jiménez, sua ex-namorada, que na época era menor de idade. Ela alega que ele ficou inconformado com o término do relacionamento dos dois.

O mais grave deles veio dois anos depois, em 2013, no México, quando Danilinho foi indiciado após ter sido acusado de estupro e ameaça de morte por uma garota de 18 anos.

Já no fim do ano passado, em dezembro, o atleta foi preso  enquanto treinava no Fluminense pelo não pagamento de pensão alimentícia. Acabou sendo liberado após algumas horas.
Além dessas polêmicas, ele sempre foi apontado como festeiro e, quando defendia o Atlético-MG, chegou a ser alvo de piadas da torcida do Cruzeiro por conta disso. 

Quando foi contratado em julho do ano passado, pelo Fluminense, Danilinho se defendeu das acusações e da desconfiança da torcida tricolor. “Todo mundo fala, mas ninguém sabe a real. Qual jogador que não faz uma festa dentro de casa? Nunca fui de sair para boate. Sempre fazia minhas carnes assadas na minha casa e todo jogador faria isso após uma partida. Venho feliz, com a minha família, minha esposa, meu filho e com outra cabeça. Jogador sabe das responsabilidades do dia a dia”, alegou na época.

Ainda assim, o ano de 2017 não começou tranquilo para o atleta. Durante a sua passagem pelo Fluminense, ele alugou uma mansão de cinco suítes em um condomínio de luxo da Barra da Tijuca, mas foi acusado de deixar uma dívida de R$ 100 mil em aluguéis vencidos e que ainda estavam por vencer.

Por conta da série de polêmicas, o contrato de Danilinho com o Vitória será por produtividade.



*Correio da Bahia

Nenhum comentário