Novidades

Morre bebê baleado na barriga da mãe no Rio

O bebê baleado dentro do útero da mãe no fim do mês passado em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, não resistiu aos ferimentos e morreu na tarde deste domingo (30). Arthur completou um mês de nascido. O menino ficou internado no CTI do hospital municipal Adão Pereira Nunes, na Baixada Fluminense.


A mãe de Arthur, Claudineia dos Santos Melo, estava grávida de 39 semanas quando foi atingida por um disparo enquanto se dirigia a um mercado e precisou ser submetida a um parto de emergência. Ela foi surpreendida por um tiroteio entre a polícia e criminosos. Claudinéia recebeu alta no dia 6 de julho do hospital onde estava internada, o Moacir do Carmo, em Duque de Caxias. Até o momento, as investigações não apontaram os responsáveis pelo disparo que atingiu a criança.  
A bala que atingiu Arthur atravessou seu tórax, perfurou os dois pulmões e atingiu também sua coluna. Havia a possibilidade de o menino, caso resistisse, ficasse paraplégico. A criança passou um mês entubada no hospital até morrer às 14h deste domingo. Por volta das 5h30 da manhã, a criança teve uma hemorragia digestiva e não resistiu aos ferimentos.

“Todos os procedimentos para reverter o quadro foram adotados, porém não houve resposta clinica do paciente”, informa nota da secretaria de Saúde do Estado, que confirma a morte. Ainda não há informações sobre quando a criança será enterrada.

Artur morreu no mesmo dia em que o presidente Michel Temer fez uma visita ao Rio para sobrevoar áreas que estão sob patrulhamento de tropas federais, enviadas ao Estado para tentar conter a onda de violência no Estado. 


*Correio da Bahia

Nenhum comentário