Novidades

Saiba os mitos e verdades sobre alergia a alimentos

Cerca de 160 tipos diferentes de alimentos possam provocar alergias. Mas, 90% das reações são causadas por um grupo pequeno deles: leite, ovos, peixe, crustáceos, amendoim, soja, trigo e frutos secos. Segundo a Organização Mundial de Alergias, entre 220 e 520 milhões de pessoas no mundo são alérgicas a algum tipo de comida.

No Brasil, o problema atinge cerca de 8% das crianças e 5% dos adultos, de acordo com a Asbai (Associação Brasileira de Alergia e Imunologia).

Mito – Mesmo que haja influência genética, essa influência por si só não é suficiente para tornar hereditária a alergia alimentar. De forma clara, isso quer dizer que as chances de uma criança nascer alérgica tendo pais alérgicos são quase que as mesmas dos filhos de pais não alérgicos.

Verdade – A primeira coisa a se considerar ao perceber a alergia alimentar é a abstinência ao alimento que está causando o problema. Como geralmente não é possível determinar ao certo o alimento responsável pela alergia, o mais recomendável é procurar um médico especialista no assunto para que ele possa diagnosticar a origem e o alimento causador do problema.

Mito – A alergia alimentar causa algumas reações leves, mas, também pode causar reações mais graves como dores abdominais, palpitações, quedas de pressão e falta de ar, que aliás, podem até mesmo levar à morte, especialmente nos casos em que a alergia causa a obstrução das vias aéreas ou choque anafilático.

Verdade – Com o tempo algumas pessoas podem perder a sensibilidade a determinados alimentos, tendo assim a diminuição dos sintomas alérgicos. Infelizmente esse fenômeno não acontece naturalmente com todos os pacientes.


*Radar da Bahia

Nenhum comentário