Novidades

SIMÕES FILHO: Mulher Maçã permanece internada, após retirada de balas

A ex-dançarina Milena de Jesus Gomes, 30 anos, conhecida como “Mulher Maçã”, continua internada no Hospital do Subúrbio após ter sido baleada na noite da última sexta-feira (14/7), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O crime aconteceu na rua Feira de Santana, no bairro Cristo Rei, quando a vítima chegava em casa.

De acordo com informações enviadas ao Simões Filho Online, Milena passou por cirurgia para retirar as balas que ficou alojada. O procedimento foi um sucesso e a ex-dançarina tem seu quadro de saúde estável, porém por precaução médica está em observação e não tem previsão de alta.

Atualmente, Milena não trabalha mais como dançarina e abriu seu próprio negócio. Ela vende CDs, DVDs e frutas no centro de Simões Filho, próximo a casa lotérica, em frente ao Fórum da cidade. Milena tem um filho.

Redes sociais
Nas redes sociais, muitos amigos e parentes pedem orações e dizem que tudo vai ficar bem. “Forças minha amiga. Você vai sair dessa. Estarei orando por você meu amor. Você vai fica bem minha irmã – Deus está com você – vai da tudo certo. Amiga te amo. Gente, ore pela vida da minha amiga, desde já serei grata”, escreveu uma das pessoas no Facebook, ao comentar o estado de Saúde da jovem.

Essa não é a primeira vez que Milena é alvo de um atentado. Em fevereiro de 2014, durante um assalto, a mulher foi baleada no abdômen após criminosos invadiram a casa de familiares da vítima em Porto de Sauipe, em Mata de São João. Na época, ela ficou internada no Hospital Geral de Camaçari e se recuperou.

Sobre o caso mais recente
Segundo informações da polícia, na última sexta-feira (14/7), dois homens a bordo de uma motocicleta se aproximaram e efetuaram os disparos contra Milena. De acordo com a Superintendência de Telecomunicações (Stelecom), ela foi baleada no tórax, na perna esquerda, no braço esquerdo e na região lombar.

Milena foi socorrida para o Hospital Municipal de Simões Filho e depois transferida para o Hospital do Subúrbio. Ela não corre risco de morte.


*Simões Filho Online

Nenhum comentário