Novidades

Ex-jogador Edílson é transferido para presídio na Mata Escura

Nesta quinta-feira (17), o ex-jogador de futebol baiano Edílson Capetinha, que estava preso há dois dias na Coordenadoria de Polícia Interestadual (Polinter), foi transferido para o Complexo Penitenciário Lemos de Brito, no bairro da Mata Escura, em Salvador.

De acordo com informações da Polinter, Edílson foi encaminhado para o Centro de Observações Penais (Cop), localizado dentro do presídio. O ex-atleta foi detido pela terceira vez na última terça-feira (15) por falta de pagamento de pensão alimentícia para o filho.

Após a prisão, o ex-atleta também foi notificado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e teve os bens bloqueados, devido ao acúmulo de dívidas trabalhistas de uma empresa no segmento de eventos e bandas que ele e outros sócios administravam.

O advogado do ex-atleta, Eduardo Pereira, informou que já solicitou à defesa da mãe da criança, o processo que encontra-se com eles. "Já informei a parte contrária que esse processo tem que estar aqui até amanhã. Caso contrário, entrarei com um pedido na Justiça de busca e apreensão", afirmou o advogado.


*Radar da Bahia

Nenhum comentário