Novidades

Policiais demitidos em julho por extorsão são reintegrados

Por decisão judicial, os três policiais civis demitidos no mês passado por envolvimento em um caso de extorsão foram reintegrados ao quadro de funcionários do estado. Os investigadores Josemário Antônio dos Santos Rodrigues, Eduardo Jorge Mendonça Nascimento e Valter Santana Santos foram presos em 2008 quando tentava extorquir R$ 70 mil de um empresário do ramo de reciclagem.
A anulação da demissão deles foi publicada na edição do último sábado do Diário Oficial do Estado. A dispensa dos policiais ocorreu no último dia 18 de julho, nove anos após terem sido presos. Josemário e Eduardo foram demitidos, enquanto Valter teve ainda a aposentadoria cassada, decisão também anulada por determinação judicial. 
As investigações apontaram que eles exigiam o dinheiro para não apreender os produtos que o empresário tinha em um galpão, alegando procedência ilegal, e para não prendê-lo por receptação de mercadoria ilegal.De acordo com as investigações à época, o trio teria agido com a participação ainda do também policial civil Antônio Gonçalves Mendes Filho, que morreu quando o processo ainda tramitava na Justiça, e do sargento reformado Egídio José Brandão.
Na época do crime, Josemário e Eduardo trabalhavam na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR),  Valter fazia parte do Grupo Especial de Suporte a Inquérito Policial (Gesip) e Antônio era lotado na 18ª Delegacia de Polícia (Camaçari). 
Em decisão de 25 de agosto de 2014, a Justiça condenou Eduardo Jorge, Josemario e Valter a cinco anos e quatro meses de prisão. A pena deveria ser cumprida em regime semi-aberto. A decisão foi no primeiro grau. Os recursos impetrados por Eduardo e Josemario foram negados no segundo grau, onde o processo está desde 2015. Já Valter, conseguiu ser absolvido.

*Correio da Bahia

Nenhum comentário