Novidades

Cavalo Marinho I estava em desacordo com o edital

Pouco mais de quinze dias do acidente com a lancha Cavalo Marinho I, ocorrido no último dia 24 de agosto quando realizava a travessia Salvador-Mar Grande, as investigações continuam. A mais recente revela que a embarcação não possuía cabine de proteção contra a água, em descumprimento ao edital que licitou a operação do serviço, em 2012.

Dentre as condições impostas e acordadas entre a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) e a CL Transportes Marítimos, proprietária da Cavalo Marinho I, esta a exigência da instalação de um sistema de alarme para agilizar o processo de salvamento em caso de acidentes e a aquisição de embarcações mais modernas.


*Radar da Bahia

Nenhum comentário