Novidades

"PMDB é um partido maior do que a figura A, B ou C", diz ACM Neto

Durante o lançamento do Festival da Primavera, no Palácio Tomé de Souza, o prefeito ACM Neto (DEM) falou sobre a situação do PMDB em uma eventual composição da chapa majoritária nas eleições de 2018. O democrata comentou a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do ex-diretor da Codesal, Gustavo Ferraz, ambos ligados ao partido, na semana passada.

"O partido tem uma dimensão relevante na Bahia, inclusive, por prefeitos, ex-prefeitos e deputados. Ontem, por exemplo, eu fui convidado e estive na cidade de Serrinha com o prefeito Adriano, que é o do PMDB. Um prefeito que vem fazendo um bom trabalho naquela cidade. Coincidentemente, outros prefeitos do PMDB estavam presentes. Então, o PMDB é um partido maior do que a figura A, B ou C", disse Neto.

Questionado, o prefeito não quis se manifestar sobre eventuais mudanças para o pleito do ano que vem. “O que vai acontecer com o PMDB eu não sei, porque eu não sou do PMDB. O máximo que eu posso é opinar se perguntado for. Caso não seja, eu sequer darei minha opinião porque eu respeito a autonomia do PMDB. Onde é que eu opino? É no Democratas, que é meu partido. Lá dentro sim eu falo, eu tenho voz e eu expresso a minha opinião", declarou.

*Metro1

Nenhum comentário