Novidades

Protesto é realizado em Paripe contra o fechamento da agência da Caixa


A Caixa anunciou recentemente que 120 agências vão fechar no Brasil. Duas da lista estão em Salvador, uma em Paripe e outra em Campinas de Pirajá - bairros populares, que utilizam muito os serviços do banco. Cientes da importância das unidades para as comunidades, os diretores do Sindicato dos Bancários da Bahia realizaram manifestação na Caixa de Paripe, nesta terça-feira (26). 

O presidente do Sindicato, Augusto Vasconcelos, afirmou que "o sindicato está nas ruas para desarticular as manobras de Temer. Vamos continuar denunciando e alertando a população sobre os prejuízos que todos nós, brasileiros, já estamos tendo com o desmonte das empresas públicas".

A população participou. "Essa agência tem cerca de 16 mil correntistas, eu sou um deles. Ficaremos no prejuízo. Sem contar que os beneficiados do Bolsa Família e PIS vão ficar desamparados", desabafa o porteiro José Erenildo Lima.

Com 55 mil habitantes, segundo o IBGE, Paripe é o bairro mais populoso do Subúrbio Ferroviário de Salvador. Com lojas, mercados, padarias, confeitarias, bares e restaurantes, o comércio local é forte e fonte de renda de milhares de famílias.

O vendedor Josefá Pinheiro é um deles. "Muitas pessoas sacam o dinheiro aqui e acabam gastando aqui mesmo, o que gera circulação de capital", diz. Mas, sem a Caixa a rotina vai mudar. 

Sem a agência de Paripe, os moradores terão de recorrer à unidade de Periperi, que já é superlotada.




Nenhum comentário