Novidades

Vitória recebe o Fluminense no Barradão

Nenhum time é tão hospitaleiro neste Brasileirão como o Vitória. Dono da pior campanha como mandante do campeonato, o rubro-negro deixou quase todos os adversários se espalharem dentro de sua casa. Nesta domingo (10), às 16h, a ideia é não dar regalias ao Fluminense, no Barradão. 
O Vitória disputou até aqui 11 jogos em seus domínios. Perdeu sete, empatou dois e venceu apenas dois. Dos 33 pontos possíveis, somou oito. O rendimento como mandante é de somente 24%.
As derrotas foram para Corinthians (1x0), Coritiba (1x0), Santos (2x0), Vasco (4x1), Grêmio (3x1), Chapecoense (2x1) e Avaí (1x0). O marcador terminou igualado diante de Botafogo (2x2) e Bahia (0x0). Os únicos triunfos foram contra Atlético-MG (2x0) e Ponte Preta (3x1). 
No comando do Vitória desde o dia 25 de julho, Vagner Mancini é responsável por dois desses resultados, o triunfo contra a Ponte Preta e a derrota para o Avaí. Com o intuito de virar os números a favor, o técnico prevê muita dificuldade diante do tricolor carioca. 
“O Fluminense é um time muito difícil de se jogar contra. Eles têm juventude, força, atletas experientes. Abel Braga é especialista em montar times ofensivos, e o Fluminense não foge à regra. Espero mais um grande jogo. Eles te agridem o tempo inteiro, então nós temos que ter cuidado”, alerta Mancini.
É preciso tomar cuidado mesmo. O adversário é dono do quarto melhor ataque do Brasileirão. Com 31 gols, o tricolor só não marcou tanto quanto Grêmio, que assinalou 40, Palmeiras e Corinthians, responsáveis por 33 gols cada, até a abertura da 23ª rodada. O Flu ainda tem Henrique Dourado, artilheiro da Série A, com 12 gols, empatado com Jô, do Corinthians.
Ponto fraco
Para piorar, os números da defesa rubro-negra dentro de casa são preocupantes. Ao lado do próprio Fluminense, o Leão tem a pior defesa como mandante do campeonato: sofreu 17 gols em 11 jogos disputados. Jogando em casa, o rubro-negro só não teve sua rede balançada em duas oportunidades, no triunfo contra o Atlético-MG (2x0), na 6ª rodada, e no empate com o Bahia (0x0), na 11ª. 
Apesar do poder ofensivo do Fluminense e da fragilidade defensiva do Vitória, o técnico Vagner Mancini promete que o Leão não vai se esconder no jogo. “O torcedor pode ficar tranquilo que vai ver o Vitória como sempre viu. Intenso, ofensivo, mas que vai marcar forte quando estiver sem a bola. O torcedor não vai ver um Vitória covarde sob meu comando. Se estamos vencendo bem assim, por que mudar? Não há mudança de postura, o Vitória vai continuar jogando como vem fazendo nas últimas seis partidas”, garantiu.
A produtividade nas últimas seis partidas, período em que Mancini está como técnico da equipe, foi responsável pela saída do Vitória da zona de rebaixamento. Foram 13 pontos somados de 18 possíveis. Com Chapecoense, Avaí e São Paulo na cola, o rubro-negro precisa mesmo acabar com essa fama de anfitrião hospitaleiro.

Em Campeonatos Brasileiros, o Vitória já recebeu o Fluminense 20 vezes, e o histórico do confronto é de equilíbrio. Foram registrados até aqui nove empates, cinco triunfos do Leão e seis da equipe carioca. No primeiro turno, no Rio, o Leão perdeu por 2x1.

*Correio da Bahia
 


Nenhum comentário