Novidades

“O veículo não parou”, diz pai do garoto Miguel - Veja vídeo


Muita emoção e dor no sepultamento do garoto Miguel Pereira Santos, de 10 anos, nesta quarta-feira (01/11), que morreu atropelado por um ônibus escolar no início da tarde da última terça-feira (31/10), em Simões Filho, região metropolitana de Salvador (RMS).

O funeral do menino ocorreu na Igreja Quadrangular, no bairro KM 25. Por volta da 13h00, o corpo seguiu para o cemitério São Miguel, localizado na Avenida Elmo Cerejo de Farias, Bairro Ponto Parada. Familiares e amigos da comunidade prestaram condolências à família antes de enterrarem o corpo de Miguel. O sepultamento começou às 14h00h. O choro, a emoção, o silêncio e uma salva de palmas, foram às últimas homenagens ao garoto Miguel.

O caso do garoto Miguel está sob investigação da Polícia Civil e o pai do menino, que também se chama Miguel Fidelis Neto, contou como recebeu a triste informação da morte de seu único filho. “Recebi a notícia que meu filho tinha sofrido um acidente, até então não sabia o que tinha acontecido, e fui para o local.  Quando chegue lá vi uma quantidade de pessoas ao redor do corpo de Miguel. A gente como família, e eu como pai custei a acreditar que era o meu filho que estava estendido no chão. Eu fiquei desesperado”, conta a equipe de reportagem da TV Aratu, parceiro do Simões Filho Online.

Fidelis denunciou o motorista do transporte escolar e afirma que o veículo deslocou antes que o garoto entrasse. “Algumas pessoas me falaram que ele [Miguel], ao tentar entrar no ônibus, o veículo deslocou, ou seja, não parou para que a criança entrasse. Por ele ser um menino pequeno os grandes entram primeiro e ele foi último. Estão dizendo que meu filho estava pongando em ônibus, e meu filho era totalmente orientado. Ele não fez isso. Teve jornalista que publicou isso, eu digo que não é, pois o jornalista de verdade procura investigar o que aconteceu de fato”, denuncia.

Visivelmente abalada, Ruana Cruz Fidelis, mãe do garoto Miguel, disse que o filho era uma criança maravilhosa. “O que mais me machuca é que quem conhece e conviveu com ele[Miguel] sabe que era um menino maravilhoso, prova disso é a quantidade de pessoas que se sensibilizaram”, relata.

Ainda de acordo com uma testemunha a fatalidade já era anunciada. “Isso foi morte anunciada, inclusive foi avisado e foi filmado vários ônibus na mesma situação”, afirmou um homem sem se identificar.

ASSISTA A REPORTAGEM COMPLETA

Acidente
De acordo com informações de testemunhas, o garoto Miguel Pereira Santos, 10 anos, morreu ao ser atropelado por um ônibus escolar. Testemunhas contaram que Miguel teria saído do Colégio para pegar o transporte escolar, mas acabou se desequilibrando e caindo debaixo do pneu do veículo. Miguel chegou a ser socorrido, mas já chegou na unidade médica sem sinais de vida. “O garoto tentou se pendurar no ônibus para pegar carona, mas acabou caindo e foi atropelado“, contou uma testemunha, sem se identificar. 

Aulas foram suspensas
Em nota, a Secretaria Municipal de Educação, por meio de sua Assessoria de Comunicação informou que as aulas da rede municipal na última quarta-feira (01/11), em virtude da morte do aluno.

Prefeitura
Ainda na  noite da terça-feira (31/10), o prefeito da cidade de Simões Filho, Diógenes Tolentino – Dinha (PMDB), emitiu uma nota de pesar lamentando e dando apoio aos familiares do garoto Miguel Pereira Santos.

NOTA DE PESAR
A Prefeitura Municipal de Simões Filho, através do Prefeito Diógenes Tolentino, manifesta seu profundo pesar pela fatalidade que vitimou o estudante M.P.S., 10 anos.
Este é um momento de dor para toda Simões Filho. Diante dessa perda irreparável, o Prefeito se solidariza com a família, pedindo a Deus conforto espiritual para todos.


*Simões Filho Online

Nenhum comentário