Novidades

68 mil eleitores ainda não fizeram cadastramento biométrico ordinário em Simões Filho – Tire 7 dúvidas


Em Simões Filho, dos 78 mil eleitores, apenas 10 mil (13%) já fez o recadastramento biométrico ordinário. O serviço está disponível no município desde de dezembro de 2015. O órgão está realizando o cadastramento da nova impressão digital para aumentar a segurança durante as próximas eleições.

Importante – Vale lembrar que em Simões Filho o recadastramento biométrico é um procedimento ordinário, portanto, ainda não é obrigatório. Mas os eleitores de Simões Filho que querem fazer a biometria podem agendar um horário de atendimento por meio do site.

Recadastramento biométrico: 7 dúvidas sobre onde realizar o procedimento

Apesar de restar apenas pouco mais de 45 dias para o término do recadastramento biométrico nas cidades em fase de revisão extraordinária, eleitores ainda apresentam dúvidas sobre onde realizar o procedimento. Para exemplificar, vamos utilizar o nome de duas cidades que estão em revisão extraordinária (Salvador e Camaçari), uma onde o procedimento ainda não é obrigatório (Simões Filho) e um estado diferente (São Paulo). Entenda:

Situação 1: moro em Salvador, voto em Camaçari, mas quero transferir meu título para Salvador. Onde realizo o procedimento?

– Em Salvador. O eleitor precisará levar o comprovante atualizado de residência, comprovando que reside na cidade que deseja votar;

Situação 2: moro em Camaçari, mas voto em Simões Filho. Sou obrigado a fazer o procedimento?

– Não agora! Em Simões Filho a revisão ainda é ordinária, o eleitor não precisa ter pressa para fazer o procedimento, porém o fórum eleitoral da cidade atende todos aqueles que desejam antecipar a biometria;

Situação 3: moro em Simões Filho, mas voto em Camaçari. Sou obrigado a fazer o procedimento?

– Sim! Como Camaçari está em revisão extraordinária, o eleitor precisa procurar um dos postos de atendimento da cidade e fazer o procedimento biométrico;

Situação 4: moro em Camaçari, mas quero votar em Simões Filho. Como devo proceder?

– O eleitor precisará apresentar comprovante de residência de Simões Filho, em seu nome ou de parente próximo ao posto eleitoral do município. Ao fazer a transferência do título será também realizado o recadastramento biométrico, mesmo a cidade não estando em revisão extraordinária.

Situação 5: moro em São Paulo, mas voto em Salvador. Como devo proceder?

– Neste caso, se o eleitor não tiver possibilidade de ir até Salvador até o final do prazo do recadastramento biométrico (31 de janeiro de 2018), o aconselhável é realizar a transferência do título para a cidade em que reside, o que evitará o cancelamento do documento eleitoral.

Situação 6: moro em São Paulo, mas voto em Simões Filho. O que faço?

– Nesta situação, por Simões Filho estar em revisão ordinária, o eleitor que reside em São Paulo não precisa, neste momento, realizar o procedimento biométrico, pois não há a obrigatoriedade.

Situação 7: moro em Simões Filho, mas meu título de eleitor é de São Paulo. E agora?

– Seguindo a mesma linha da situação 6, o aconselhável, caso o eleitor não tenha possibilidade de ir ao estado de São Paulo até o dia 31 de janeiro de 2018, é realizar a transferência do título para Simões Filho (apresentando comprovante atualizado de residência), mesmo ela não estando em revisão extraordinária.

Ainda com dúvidas? Entre em contato com o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) por meio do número 3373-7000.

Veja documentos necessários para fazer o recadastramento biométrico
 
 
 
*Radar da Bahia

Nenhum comentário