Braço afro do PMDB é contra o ingresso de Luislinda no partido


A ala de defesa dos interesses afro do PMDB entregou ao presidente nacional da sigla, Romero Jucá, um documento em que veta um possível ingresso da ministra Luislinda Valois (Direitos Humanos) no partido.

Na tentativa de permanecer no cargo, Luislinda solicitou na última semana sua desfiliação do PSDB, uma vez que a legenda passou a defender o desembarque do governo.

Luislinda, porém, deve deixar o cargo por conta das polêmicas envolvidas. Em outubro, ela solicitou ao Palácio do Planalto o pagamento pelos cofres públicos de pelo menos R$ 300 mil.

O valor retroativo seria a soma da quantia que foi abatida pelo teto constitucional do acumulado do vencimento integral recebido por ela com a aposentadoria de desembargadora pela Bahia.


*Radar da Bahia

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();
Tecnologia do Blogger.