Novidades

Resumo: saiba o que aconteceu pela manhã no julgamento da médica Kátia Vargas


Quatro anos depois, acontece nesta terça-feira (5), o júri popular da médica Kátia Vargas, acusada de provocar o acidente que resultou na morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes, em outubro de 2013, no bairro de Ondina. O julgamento estava previsto para começar às 8h, no salão do júri do Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré. Contudo, começou com 1h30 de atraso. Um esquema especial foi montado para o julgamento, com a distribuição de senhas, na última sexta-feira (1º) para o público - além de reforço policial e do monitoramento do trânsito na região.

Saiba o que aconteceu durante o julgamento no período da manhã:

- Três testemunhas de acusação foram ouvidas pela manhã: duas afirmaram que viram a médica discutir com Emanuel e outra afirma que ela bateu no carro duas vezes 

- O momento mais emocionante foi quando a mãe viu pela primeira vez as fotos fotos dos filhos mortos. Emocionada, ela chegou a sair do salão do júri. 

- Mesmo com senhas, público formou filas desde as primeiras horas da manhã. 

- Primeiro dia do julgamento de Kátia Vargas começou com atraso de 1h30. Adovgados da Ordem dos Advogados do Brasil - seção Bahia, que sem estavam sem senha, protestaram e alegaram que teriam direitos de entrar no tribunal.

- Mãe de Emanuel e Emanuelle, Marinúbia Gomes, chegou no fórum por volta de 6h30. "O sentimento é de confiança. Fé em Deus, fé na Justiça. A gente tem que ter, né?", disse a mãe de Emanuel e Emanuelle em entrevista ao CORREIO 

- Pena da médica Kátia Vargas pode chegar até 60 anos, diz advogado de acusação 

- Na porta do Fórum, parentes e amigos dos irmãos Emanuel e Emanuelle se reuniram com cartazes para pedir justiça e a condenação da médica Kátia Vargas 

- Marido de Kátia Vargas, médico oftalmologista Paulo Henrique Brito Pereira, e seus dois filhos estão no Fórum Ruy Barbosa para acompanhar o julgamento

O que está previsto para acontecer hoje a tarde?

- Mais sete testemunhas estão previstas para serem ouvidas. Duas de acusação e cinco de defesa

- Médica Kátia Vargas pode ser ouvida após as testemunhas.



*IBahia

Nenhum comentário