Novidades

Megaoperação termina com dois mortos e seis presos em Simões Filho

Dois mortos, seis presos, duas armas apreendidas e muita droga. Esse foi o saldo da “megaoperação” deflagrada na noite desta terça-feira (9/1), pela Polícia Militar, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Mobilizada para combater o tráfico de drogas na cidade, a Operação atuou no Bairro Luis Eduardo Magalhães, o Barreiro, com desdobramentos na Estarda de Candeias e região do Campo do Vasco.

Os detalhes da operação, que incluiu o Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) e Rondesp RMS, foram apresentados pela assessoria de comunicação da Polícia Militar (PM).

De acordo com a PM, por volta das 18h40, moradores denunciaram que vários suspeitos portando armas de fogo, estariam praticando o tráfico de drogas no Bairro. Viaturas da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/SimõesFilho) foram deslocadas para a região a fim de verificar a denuncia e prender os criminosos.
Em nota, a PM diz que os policiais foram recebidos a tiros e reagiram. “A chegar no local realizamos o cerco, sendo que quando as guarnições adentraram na região de Mata foi recebida com diversos disparos de arma de fogo, tendo os elementos evadindo adentrando em diversas residências”, explica.

Ainda de acordo com a corporação, houve, então, perseguição policial e uma nova troca de tiros entre polícia e suspeitos, dois dos criminosos foram baleados. Erick Gomes dos Santos e outro homem conhecido apenas como “Dom” chegaram a ser socorridos e levados ao Hospital Municipal de Simões Filho (HMSF), mas acabaram morrendo. Os corpos foram encaminhados para exame de necropsia no Instituto Médico Legal (IML) e serão liberados posteriormente para as famílias enterrá-los.

Os agentes da PM continuaram realizando o cerco na comunidade até as 23h00, e conseguiram prender seis pessoas que foram conduzidas para a 22ª Delegacia Territorial (DT).

Durante a operação, a polícia encontrou e apreendeu drogas, uma máquina de pagamentos em cartão da marca “PagSeguroUol” e duas armas calibre 38, alem de munições. Todo material foi entregue aos agentes da 22ª DT para abertura de um inquérito policial.

Em meio a intensa troca de tiros, moradores que residem no local utilizaram as redes sociais para informar o confronto. Uma moradora chegou a gravar um áudio narrando a morte de um dos suspeitos. Clique aqui e ouça o áudio.




*Simões Filho Online

Nenhum comentário