Novidades

Aleluia critica omissão de Rui Costa contra arruaceiros

“O governador Rui Costa mais uma vez se omitiu no combate aos arruaceiros que causaram o caos em Salvador na manhã desta segunda-feira (19) ”, afirma o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA), criticando o líder governamental, responsável pela segurança pública no estado, que não tomou nenhuma medida para garantir o direito de ir e vir dos cidadãos que tentaram se deslocar para o trabalho e levar os filhos à escola, quando sindicalistas bloquearam e paralisaram o trânsito em protesto contra a reforma da previdência na capital baiana.

“Esse comportamento conivente de Rui Costa com os fora da lei só confirma de que lado ele está. E não é ao lado do povo! ”, assinala Aleluia, observando que o governador e seu padrinho Jaques Wagner já tramam com parlamentares correligionários impedir a votação no Congresso da intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.

“Rui e Wagner querem proteger quem ao atacar o decreto do presidente Temer que pretende combater o crime organizado que saiu do controle no Rio de Janeiro?”, pergunta o deputado democrata. “É uma medida constitucional e inevitável diante da situação em que chegou a violência e a criminalidade no estado carioca”.

Para Aleluia, uma pergunta que não quer calar é se os petistas baianos temem também ser alvo de uma intervenção na segurança pública. “Se forem comparados os índices de violência, os da Bahia são superiores aos do Rio de Janeiro. No ano passado, 5.588 baianos foram vítimas de assassinatos contra 5.042 cariocas, embora a população de lá seja maior do que a nossa. Esses são dados oficiais do Anuário de Segurança Pública”.

O deputado democrata lembra ainda que não é a primeira vez que o PT de Rui e Wagner se posiciona contra o povo que quer medidas duras e eficazes contra os bandidos. “Não podemos esquecer que o PT foi contra o Plano Real, que acabou com a hiperinflação e estabilizou a economia nacional”. Para Aleluia, a nação brasileira disse não ao projeto petista de transformar o Brasil na agonizante Venezuela, de onde já vieram para o nosso país mais de 50 mil refugiados.



*Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário