Novidades

Chocolate não é o vilão da pele, diz dermatologista

Esta semana começa, oficialmente, a era do chocolate. Apesar de a Páscoa ser apenas no próximo domingo, muita gente já comprou (e devorou) seus ovos e barras. É nesse período que as pessoas costumam falar que o doce é um grande vilão para pele, causando as temidas espinhas. Mas, será mesmo?

— Não é o chocolate em si, feito com cacau, que dá espinha, mas o açúcar que existe nele. A espinha surge quando há um aumento de insulina na circulação sanguínea, induzido pelos carboidratos de altos índices glicêmicos — explica Renata Marques, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.
Por conta disso, é fundamental saber escolher bem o chocolate que será consumido — não só na Páscoa, como durante todo o ano. O alimento é rico em substâncias antioxidantes que ajudam a prevenir o envelhecimento e doenças do coração.

— A teobromina, substância presente no cacau, dá sensação estimulante e relaxante, e também está ligada à melhora do bom colesterol e da pressão arterial. Mas, para ter esses benefícios, é preciso consumir o chocolate do tipo amargo, com 70% de cacau pra cima: um quadradinho de 6g, diariamente, é o suficiente — orienta a nutricionista da clínica Renewmed Samara Lopes.

Excesso de chocolate pode causar enxaqueca

O consumo excessivo de chocolate pode trazer prejuízos à saúde, através do ganho de peso e do possível aparecimento de doenças, como diabetes.

— Tudo em excesso faz mal, principalmente se for de qualidade ruim e cheio de açúcar. Comer muito chocolate pode provocar o aumento da gordura corporal, de açúcar no sangue e até desencadear uma enxaqueca. Para quem sofre desse mal, o chocolate tende a provocar o quadro ou mesmo agravar o problema — alerta Samara.

Outro uso
A pele pode ser beneficiada pelo chocolate através de máscaras hidratantes.

— Ele pode ser benéfico para o corpo e muitas vezes é utilizado, por exemplo, em banhos de ofurô e tratamentos para cabelo e rosto. No caso das máscaras, o chocolate não é absorvido pelo corpo, atuando no local da aplicação — afirma Renata Marques.

Os tratamentos com chocolate são indicados para pessoas com peles ressecadas e mulheres na pós-menopausa. O produto contém flavonoides, antioxidantes que evitam o envelhecimento corporal.

Saiba qual é o melhor para sua saúde
- Branco: mais doce e gorduroso que os demais, não leva cacau em sua composição. É feito basicamente de manteiga de cacau, leite e açúcar

- Ao leite: contém açúcar, leite ou leite em pó ou leite condensado e cerca de 30% a 40% de cacau

- Meio amargo: apresenta na sua composição, mais açúcar que o amargo, e mais cacau que o chocolate ao leite, cerca de 50%

- Amargo: caracterizado pela cor escura e sabor amargo, é feito com grãos de cacau torrados, pouca adição de açúcar e não leva leite. Tem 70% ou mais de cacau em sua composição e é conhecido como "amigo do coração"

- Diet: é altamente calórico pois, apesar de não ter açúcar, tem índice elevado de gordura, para dar mais sabor.



*IBahia

Nenhum comentário