Novidades

Desembargadora diz que Marielle Franco era ligada ao CV

Utilizando as redes sociais, a desembargadora Marilia Castro Neves, do Rio de Janeiro, publicou que a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), morta na última semana, estava ligada ao Comando Vermelho (CV) e que o cadáver dela era igual a de qualquer um.

"Ditado por seu engajamento político", foi determinante para seu assassinato. Diz também que a esquerda tenta "agregar valor a um cadáver tão comum quanto qualquer outro"., disse a desembargadora em seu post.

Em entrevista à Folha, Marilia Castro Neves disse que deu a opinião como cidadão e que não conhecia e nem tinha ouvido falar da vereadora.

Apesar das afirmações fortes, ela diz que nunca conheceu ou ouviu falar da vereadora antes do crime e que sua fonte de informação seria um texto enviado por uma amiga. "Eu postei as informações que li no texto de uma amiga. A minha questão não é pessoal. Eu só estava me opondo à politização da morte dela. Outro dia uma médica morreu na Linha Amarela e não houve essa comoção. E ela também lutava, trabalhava, salvava vidas".


*Radar da Bahia

Nenhum comentário