Novidades

É OFICIAL! DEM lança pré-candidatura de Rodrigo Maia à Presidência da República

O Partido Democratas (DEM) lançou oficialmente nesta quinta-feira (8), em um evento da convenção nacional do sigla, a pré-candidatura do presidente da Câmara dos Deputados federais, Rodrigo Maia (RJ), à Presidência da República.

Vale lembrar que o DEM não tem um candidato próprio na disputa a presidência do Palácio do Planalto desde o ano de 1989, quando Aureliano Chaves concorreu pelo extinto PFL. No ano de 2007, o partido passou a se chamar Democratas. 

A sigla que sempre foi aliada do PSDB e integrante da base do presidente Michel Temer, neste momento tenta se separar para viabilizar o nome de Maia até o mês de junho, que é o período que as legendas têm de realizar as convenções para oficializar os candidatos a presidência.

“A nossa ideia é produzir a construção de um projeto para o futuro que olhe a mudança que a política precisa fazer, que a sociedade espera, a redução de gastos desnecessários, o enfrentamento claro da burocracia brasileira”, disse Maia ao chegar na convenção.

O responsável pelo anúncio de Rodrigo Maia como pré-candidato, foi o novo presidente nacional do partido o prefeito de Salvador, ACM Neto, enalteceu a capacidade de diálogo de Maia e afirmou que ele foi "decisivo para a manutenção da estabilidade democracia deste país".

"Confiamos inteiramente num homem público que começou a sua vida politica nesse parlamento, cresceu nos momentos de diversidade. (...) Um homem que foi decisivo para a manutenção da estabilidade democrata deste país. Porque ele teve responsabilidade, maturidade, teve a capacidade de abrir o diálogo com todas correntes, esse partido se refunda para abrir o dialogo com o país", disse ACM Neto.

"Não há um quadro mais preparado para presidente o Brasil do que Rodrigo Maia", concluiu.

Durante seu discurso, Maia falou que quer "construir com o povo brasileiro um pacto para rompermos com o que há de velho e atrasado na política brasileira".

"Assumo o desafio de fazer o Brasil crescer de forma consistente. [...] Aceito, sim, o desafio de ser candidato à presidência da República. Não só do Democratas. Vamos construir alianças para ser também o candidato de partidos aliados", concluiu o presidente da Câmara.





*Radar da Bahia

Nenhum comentário