Novidades

SIMÕES FILHO: Sem movimento no braço esquerdo, árbitro de futebol faz apelo por cirurgia

Morador da cidade de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, o jovem Anderson Rodrigues 34 anos, sofreu um acidente de moto há 10 meses atrás. 

Quando trafegava na Via Universitária pilotando uma motocicleta, Anderson acabou colidindo de frente com outra motocicleta. A partir dai, a vida de Anderson mudou completamente, devido a perda dos movimentos no braço esquerdo. 

"Sou grato a Deus porque estou vivo, minha vida mudou depois do acidente, agradeço ao meu tio Ivanildo Souza que tem me ajudado bastante, ele tem sido um pai para mim já que meu pai mora em outro pais. Fiquei com o meu braço esquerdo debilitado,sem movimento, perdi toda a sensibilidade também, mas sou muito muito grato a Deus mesmo porque estou vivo", desabafou Anderson. 

Árbitro de futebol, Anderson atualmente é Assistente Parlamentar do Vereador Cleiton Bolly Bolly, que aproveitou a oportunidade e esclareceu sobre boatos a cerca do vereador.
"Eu sei que alguns boatos estão circulando na cidade dizendo que eu tenho falado mal do vereador Bolly Bolly. Eu quero dizer que isso é mentira, não procede porque todos sabem do meu vinculo político com o vereador, Bolly Bolly tem me ajudado dentro das possibilidades dele, tem me levado até o prefeito que se disponibilizou em me ajudar. Sou grato a Bolly Bolly e ele sabe disso, já sentamos e já conversamos sobre o assunto", explicou. 

Anderson precisa fazer uma cirurgia no braço esquerdo em Santa Catarina no valor de R$ 9 mil reais mais custo da viagem e despesas ele precisa hoje de R$ 14 mil reais. 

"Venho aqui no Panorama de Notícias pedi ajuda porque preciso fazer minha cirurgia, o tempo está passando e quanto mais eu demorar posso ficar sem o movimento do meu braço para sempre. Peço aos empresários que puderem me ajudar, amigos e a todos vocês que se sensibilizarem com minha situação que por favor me ajude. Quero agradecer aos vereadores Dr° Alfredo,Bolly Bolly, Vel e Neco, e aos amigos Deivison da Claro e Itus" desabafou. 

Os interessados em ajudar Anderson Rodrigues podem entrar em contato pelo telefone ou WhatsApp (71) 9 9941-9450.



Por Ataíde Barbosa






Nenhum comentário