Novidades

Após decisão do STF, Aécio afirma que vai provar legalidade de seus atos

Após a conclusão do julgamento da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), que ocorreu na tarde desta terça-feira (17), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou que vai provar a "absoluta legalidade e correção" da sua conduta.

O parlamentar se tornou réu em denúncia sobre corrupção e obstrução de Justiça envolvendo o empresário Joesley Batista e a Operação Lava Jato.

Durante a votação para abertura de processo por corrupção, todos os ministros da turma (Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber e Alexandre de Moraes) votaram a favor, apenas um ministro Alexandre de Moraes votou contrário.

Aécio convocou a imprensa depois da conclusão do julgamento para dizer que recebeu a decisão com "absoluta tranquilidade" e que o resultado "já era esperado".

“Agora eu terei a oportunidade que eu não tive aqui, de provar de forma clara e definitiva a absoluta correção dos meus atos. [...] Vamos agora à fase mais relevante de todas: provar a mais absoluta legalidade e correção dos meus atos. ”

Neste momento o senador responde ao processo penal como réu e pode contestar a acusação apresentando provas. Na sequência, um novo julgamento deve ser feito pela mesma turma do STF.

O tucano afirmou que pediu dinheiro a Joesley por motivos pessoais. "Não houve dinheiro público envolvido, ninguém foi lesado nessa operação. O que houve foi uma gravíssima ilegalidade, no momento em que esses empresários, réus confessos de inúmeros crimes, associados a membros do Ministério Público, o que é mais grave, tentam dar impressão de alguma ilegalidade em toda essa operação, repito, privada, para se verem livres dos inúmeros crimes que cometeram", concluiu.


*Radar da Bahia

Nenhum comentário