Novidades

Mulher chamada Dilma alega sofrer bullying e tenta mudar de nome na Justiça


Uma ação para troca de nome ocorre em segredo de justiça na 3ª Vara Cível, em São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo. Uma mulher chamada Dilma, de 37, alega estar sofrendo bullying por ter o mesmo nome da ex-presidente Dilma Roussef. Ela buscou ajuda para conseguir efetuar a troca.

“Cada vez que chego a um lugar e falo meu nome em voz alta, sou motivo de risada e depreciação. Chega uma hora que o ser humano não aguenta mais”, desabafou, em entrevista concedida para a BBC Brasil.

Ela conta que por ter o nome Dilma, está difícil até para conseguir emprego, por conta do nome. Caso consiga liberação da Justiça, Dilma quer se chamar Manuela, como homenagem ao pai, que se chamava Manuel.



*Radar da Bahia

Nenhum comentário