Novidades

Veja quais são os alimentos que aumentam a libido


Não fique desanimad@ se o seu libido está baixo. Isso pode acontecer por uma série de razões, como estresse, depressão, obesidade ou uso de certos medicamentos. Alguns alimentos podem ajudar a se manter ativ@ na 'hora h'. Quer saber quais são? Se liga aí:

Abacate: Quando falamos de causas orgânicas, tudo o que melhora circulação de sangue vai ser positivo. Por isso, a fruta é uma boa escolha. Fornece um tipo de gordura muito boa, a monoinsaturada, que ajuda o coração e a circulação a se manterem saudáveis. Por ter um sabor neutro, pode virar preparações doces e salgadas. Só não exagere, pois é calórico. Um quarto de abacate, ou metade de um avocado, já é uma ótima porção para um dia.

Cacau em pó: Sabemos que o chocolate é uma delícia, mas também é cheio de açúcar e gordura, o que tira um pouco seus pontos positivos. Por isso, melhor investir no cacau em pó, que possui a feniletilamina, um estimulante para a produção de dopamina e serotonina, hormônios relacionados à sensação de bem-estar, algo importante para a libido. Também melhora o fluxo de sangue no organismo. Dá para colocar na receita de um bolo, por exemplo, ou misturar com o leite, como um achocolatado. 

Peixes: Sardinha, salmão e arenque, por exemplo, são fontes animais de ômega 3, um ácido graxo que não produzimos, por isso é necessário suplementar com a alimentação. Tem uma ação anti-inflamatória, associada a uma melhor circulação no no sangue e menor formação de coágulos nos vasos sanguíneos. E se tudo está bem fisicamente, as chances da libido aumentar melhoram. O recomendado é consumir, pelo menos, duas porções de 120 gramas cada, por semana.

Chá verde: Poderia uma xícara de chá quente aquecer sua vida sexual? O verde é rico em compostos chamados catequinas, que ajuda a promover o fluxo sanguíneo para uma vida sexual melhor, matando os radicais livres que danificam e inflamam os vasos sanguíneos, aumentando sua capacidade de transportar sangue. Também tem um componente chamado l-teanina, aminoácido com ação dopaminérgica, aumentando a sensação de bem-estar. A quantidade ideal são duas xícaras por dia, no máximo.

Sementes de abóbora: Considerada uma das melhores fontes vegetais de zinco, também contém proteínas, fibras, potássio e ferro. Importante para a função imunológica, cicatrização de feridas e saúde ocular. Consuma um punhado por dia, pois o zinco também desempenha um papel no desejo sexual de um homem, já que a falta dele piora a qualidade do sêmen. No caso das mulheres, está relacionado a uma maior taxa de aborto.

Ovos: Apesar de não ter uma relação direta com a libido, é fonte de vitaminas do complexo B, ligadas a melhor produção de esperma, além da coenzima Q10, um antioxidante cuja tarefa é nos proteger dos radicais livres e de qualquer agente externo que cause algum tipo de dano oxidativo. Mas não adianta sair comendo uma bandeja por dia. A medida são quatro ovos de codorna para um de galinha, diariamente, caso a pessoa não tenha nenhum tipo de problema com o excesso de colesterol.

Amendoim: É um alimento rico em energia, fonte de gorduras e tem vitamina E, essencial para a produção de hormônios sexuais. Por isso toda essa mística em cima do amendoim. Outras fontes são a castanhas do pará, de caju, nozes, amêndoas e óleos vegetais, como o do girassol. Vá da versão torrada e sem sal, e coma, no máximo, o que cabe dentro de uma xícara de café.

Pimenta: Tem capsaicina, que dá o sabor ardido para o tempero e ainda possui um discreto efeito termogênico, aumentando levemente a circulação de sangue. Se a pessoa não tiver contra indicação, como gastrite e refluxo, vale a pena incluir no cotidiano.


*IBahia

Nenhum comentário