Novidades

População simõesfilhense recebe com festa a passagem do Fogo Simbólico

Chegou no inicio da tarde deste domingo (1º) na cidade de Simões Filho o festejado Fogo Simbólico, que representa a Independência da Bahia no dia 2 de Julho. 

Participaram da celebração cidades da região metropolitana, como Simões Filho, São Francisco do Conde e Candeias, e do recôncavo baiano como Saubara, Santo Amaro da Purificação e Cachoeira.

Após a solenidade em Simões Filho, a pira seguiu pela BR-324 em direção ao bairro de Pirajá, onde será aberta as comemorações do 2 de julho. O trajeto do Fogo Simbólico até Salvador foi feito por atletas e populares de Simões Filho que tradicionalmente demonstram patriotismo e ajudam a manter viva a história do Estado da Bahia.
“É importante a gente vivenciar cada momento do dia de hoje, porque é festejar e comemorar a liberdade. Um exemplo a ser vivenciado a cada dia por cada baiano, por cada brasileiro e por cada simõesfilhense. É uma luta constante! Em apenas um ano e seis meses de governo, estamos aqui trabalhando forte para que Simões Filho verdadeiramente faça como fez no passado e viva diariamente essa história vitoriosa do 2 de julho”, declarou o prefeito Dinha.
História
O 2 de Julho é a data cívica mais importante para a Bahia, pois neste dia em 1823 foi decretado a Independência do Estado baiano em plena Guerra da Independência brasileira. O Fogo Simbólico entra em Simões Filho porque em Água Comprida nos idos de 1823 entre outros engenhos e usinas possuía o Engenho Novo. O Fogo Simbólico entrou em Simões Filho pela primeira vez em 1962 e só pernoitou no município só uma vez.

Independência
Em 1822, a cidade de Cachoeira, na época ainda uma vila, foi palco da luta pela Independência do Brasil na Bahia. O governo português enviou para a cidade do Recôncavo Baiano tropas para reprimir o movimento separatista. Os conflitos começaram em Cachoeira, tomaram outras cidades do recôncavo e a capital Salvador.



Por Ataíde Barbosa/Fotos: Danilo Canuto 














Nenhum comentário