Novidades

Coca-Cola nega planos de deixar o Brasil: ‘Não trabalhamos com ameaças’


A Coca-Cola negou na tarde desta terça-feira (21) que tenha a intenção de deixar a Zona Franca de Manaus, rebatendo reportagem do jornal Folha de S. Paulo nessa manhã que informava que a empresa estaria ameaçando deixar o Brasil se não recuperasse subsídio na Zona Franca.

A empresa também reiterou que suas práticas incluem “diálogo e transparência”. “Não trabalhamos com ameaças”, diz a multinacional em nota.

Na reportagem, a Folha afirmava que a pretensão de deixar o país era sustentada pela alegação de que só faz sentido continuar operando na região se a alíquota do IPI que incide sobre o concentrado de refrigerante for de, pelo menos, 15%.
Após a paralisação dos caminhoneiros, o xarope de refrigerante passou a pagar uma alíquota de 4% de IPI – antes, era de 20%. Contudo, a empresa não paga esse imposto, por estar na Zona Franca, e o IPI se torna um “crédito”, que a ajuda a abater outros tributos.

A empresa nega que haja interesse em deixar o país e destaca que o “compromisso com o Brasil é sólido”.


*Bahia.Ba




Nenhum comentário