Novidades

Manuela defende pacto de não agressão com Ciro

Provável candidata a vice-presidente na chapa do PT, a ex-deputada Manuela D´Ávila (PCdoB) afirmou nesta terça-feira (7), em coletiva, que “já está feito”, da sua parte, um pacto de não agressão com o presidenciável Ciro Gomes (PDT) durante a campanha.

Após ficar isolado politicamente, em movimento coordenado pelo ex-presidente Lula, o pedetista tem feito reiteradas críticas ao PT.

“Da minha parte, esse pacto sempre existiu. Ciro é um querido amigo. Esse pacto já está feito. Ele jamais me atacou ou, que eu me lembre, jamais teve estremecimento de relação com o Haddad. Da nossa parte, isso jamais existirá”, declarou Manuela.

A comunista também negou que o seu partido tenha exigido ficar com o posto de vice na chapa do PT para abrir mão da candidatura presidencial própria. “O PCdoB não atua dessa maneira, estabelecemos um diálogo aberto”, disse.

“Em todo momento a Manu falou ‘sou candidata mas em nome de uma coalizão mais ampla o meu posto está à disposição’. Nós dois fomos os que mais lutamos para bancar a frente mais ampla possível”, reforçou o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, postulante à Presidência em caso de indeferimento do registro de candidatura de Lula.

Manuela se esquivou ainda de responder sobre qual será a estratégia adotada para associá-los ao ex-presidente aos olhos do eleitorado. “A gente vai viajar o Brasil todo, como todos os candidatos. Essa será a nossa rotina”, afirmou a ex-deputada.


*Bahia.Ba

Nenhum comentário