Novidades

Após reunião terminar sem acordo, professores entram em estado de greve

A APLB realizou uma assembleia com os professores e com o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho, na quarta-feira (26), onde foi aprovado estado de greve na rede municipal a partir desta quinta (27). Segundo o site Acorda Cidade, a professora Merlede Oliveira explicou que o estado de greve significa que, caso não aconteça um acordo, os professores podem entrar em greve já na próxima semana.

“Fizemos isso, pois o prefeito anterior vinha dizendo que não ia dividir o dinheiro com os trabalhadores da educação. Então fomos pra justiça, mas com ele poderia ser diferente. Perguntamos a ele se tirássemos da justiça se ele faria o pagamento, mas ele não tem resposta, então a ação continua lá e aprovamos o estado de greve. Ele deu o recado e disse que vai endurecer a postura com relação a categoria, mas não vamos nos intimidar. Temos respeito a quem governa, mas ele também tem que respeitar a categoria. Temos o direito de fazer greve”, afirmou a professora, conforme o site.

Os professores vão se reunir na próxima terça-feira (2) em uma nova assembleia.



*Bahia.Ba

Nenhum comentário