Novidades

Centro de Convenções de Salvador é apresentado a investidores em São Paulo

O Centro de Convenções de Salvador (CCS), que teve as obras iniciadas no mês passado, foi apresentado nesta quinta-feira (18) pelo prefeito ACM Neto, em São Paulo, para possíveis investidores.

Um estudo de viabilidade para a concessão do equipamento e atrativos do CCS foram expostos pelo gestor ao lado dos secretários de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, e de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), Sérgio Guanabara. O edital de concessão deve ser lançado até novembro.

A apresentação tem como objetivo atrair grupos que tenham interesse em participar do projeto e administrar o equipamento, que deve ficar pronto em setembro de 2019. A obra ocupará parte da área do antigo Aeroclube Plaza Show, na orla da Boca do Rio.

“Uma cidade como Salvador tem vocação natural para grandes eventos e o Centro de Convenções de Salvador vai suprir, inclusive, carência para shows porque haverá espaço para espetáculos nas áreas interna e externa. Será, portanto, um equipamento completo”, disse Neto, destacando as requalificações realizadas na orla, além das obras de infraestrutura e mobilidade. 

O secretário Cláudio Tinoco ressaltou que o turismo e o setor de serviços "são as molas propulsoras da economia de Salvador". "O fechamento do antigo Centro de Convenções (administrado pelo governo do estado) provocou uma crise na economia, com o fechamento de hotéis e outros estabelecimentos comerciais", avaliou o titular da Secult municipal.

O edital, que deve ser lançado em novembro, prevê a gestão do espaço durante o período de 25 anos, com investimento inicial de R$ 25 milhões. As obras de construção, iniciadas em setembro, estão a cargo do Consórcio CCS, formado pelas construtoras Andrade Mendonça e Axxo, escolhidas também por edital. 

O novo Centro de Convenções da capital baiana terá o formato de uma pomba, símbolo da bandeira de Salvador. Numa área de pouco mais de 103 mil m² – sendo 36 mil m² de área construída –, ele terá capacidade para receber 14 mil pessoas simultaneamente em congressos e convenções.

80 eventos
Apesar de ter apenas um mês do início das obras, já existem 80 eventos prospectados pelo trade turístico para o CCS, e outros 18 em fase final de captação, de acordo com o Salvador Destination, associação responsável por promover e divulgar a capital baiana no segmento de eventos.

“A prospecção tem aumentado. Nós temos uma satisfação em ver que o trabalho desenvolvido pelo poder público em parceria com a iniciativa privada tem passado a imagem do potencial que Salvador tem", comentou Roberto Duran, presidente da Salvador Destination.

"O posicionamento do nosso destino tem sido interessante. Temos 80 eventos confirmados e outros 18 em fase final de captação. Desse total, 13 são de grande porte e só podem ser realizados em um equipamento do tamanho do Centro de Convenções, então, é muito importante a construção", reforçou Duran.

Ele destacou ainda que algumas empresas locais já demonstraram interesse, mas que estão aguardando o lançamento do edital de concessão para verificar a viabilidade do empreendimento. 

O presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FeBHA), Sílvio Pessoa, destacou a importância de o evento ser realizado em São Paulo. “O prefeito além de entender de gestão, entende de marketing. O Centro de Convenções, que ficará pronto em setembro do ano que vem, já foi apresentado agora. Isso dá tempo para que as empresas estudem o empreendimento e verifiquem a viabilidade de administração dele”, observou.

Os representantes do turismo baiano afirmaram que há um desejo que a empresa que venha a gerir o Centro de Convenções “tenha um know how (conhecimento da área)”. “Uma empresa com know how internacional é desejada, o que possibilitaria que congressos locais e internacionais fossem realizados”, concluiu Pessoa.



*Correio

Nenhum comentário