Novidades

Passagens aéreas estão mais baratas a dois meses das férias

A pouco mais de dois meses para o começo das férias, já é possível programar uma viagem com preços mais baixos. Companhias aéreas já estão com promoções, e quem se organizar vai poder curtir as festas de fim de ano sem sustos. Além disso, algumas agências de viagens oferecem pacotes nacionais com possibilidade de parcelamento em até 12 vezes e, dependendo do destino, com promoções especiais.

De acordo com especialistas, o importante é não comprometer o orçamento com o pagamento ou com o parcelamento da viagem. Planejar com antecedência é o melhor caminho para economizar. Para isso, é bom observar destinos que estão em alta, para os quais agências de viagem costumam fazer promoções.

Para o fim do ano e férias, agências de viagem apostam em destinos como São Paulo, Salvador, Fortaleza, Brasília, Recife, Natal e Maceió. Em sites especializados, já é possível encontrar pacotes e passagens por preços atrativos. No Submarino, por exemplo, há opções para Fortaleza, a partir de R$ 334, e para João Pessoa, a partir de R$ 385. Há também a opção do pacote: no mesmo site, é possível comprar uma viagem de três dias para Foz do Iguaçu, no Sul do país, com direito a hospedagem, por R$ 434.

E com o dólar em trajetória de queda, cotado a R$ 3,71 nesta terça-feira, dia 23, já tem quem se anime a viajar para o exterior. Agências de turismo do Rio já registram aumento na procura por pacotes para fora do país.

Na Martha Viagens, por exemplo, a procura por pacotes para Orlando, nos Estados Unidos, e países como Portugal e França aumentou cerca de 20%. Já na Riobras Tour, a grande procura é pelas cidades americanas de Las Vegas e Orlando.

— O dólar está mais baixo e, com isso, quem não pensava em sair do país já está tentando fazer a viagem — disse Carlos Pontes, gerente de Vendas da Riobras Tour.

Viagens mais baratas
Viajar de avião ficou mais barato entre abril e junho deste ano, segundo um levantamento feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O preço médio das tarifas registrou uma redução de 3,9%, ficando em R$ 334,84.

Nesse mesmo período, a demanda por passagens subiu 5,1%, na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. A oferta também registrou alta de 6,3%. Cerca de 8% das passagens foram vendidas por menos de R$ 100, e 55,7% foram comercializadas por menos de R$ 300.

A maior queda de preços foi registrada no Acre (11,3%), segundo a Kayak, ferramenta de planejamento de viagens do mundo.

Confira dicas para economizar nas próximas viagens:

Antecedência
Em relação às passagens aéreas, acompanhar a evolução dos preços com cerca de seis meses de antecedência é importante para saber quando as passagens estão mais baratas. Em situações normais, comprar passagens para destinos nacionais com um mês de antecedência e para destinos internacionais de três a quatro meses antes pode garantir uma economia de até 25% em seu valor.

Para quem quer viajar para um destino doméstico no fim do ano, o momento ideal para a compra de passagens é agora. Depois disso, os preços tendem a aumentar.

Dia e horário de voo
Evitar horários de pico de voos também é uma dica importante: ir num sábado e voltar numa segunda-feira, em vez de ir numa sexta-feira e voltar num domingo, por exemplo, pode garantir uma boa economia, já que os voos com maior demanda são mais caros.

Escalas
Para os que têm tempo e disponibilidade, optar por um voo com escalas também reduz o preço da passagem e pode proporcionar a oportunidade de conhecer um novo destino.

Hotel
Em relação à hotelaria, é preciso atentar para a data da viagem. Para um feriado que caia numa sexta-feira, por exemplo, o viajante pode ir na quinta-feira à noite ou na sexta-feira de manhã. Viajando na quinta-feira, pagará uma diária adicional de hotel e mal aproveitará o destino, pois já chegará para dormir. Indo na sexta-feira de manhã, economizará uma diária, sem prejudicar muito o roteiro de viagem.

Tipo de hospedagem
É importante atentar para o tipo de hotel: os que têm um perfil corporativo costumam ser mais caros durante a semana útil, quando a demanda por eles é maior. Já os mais destinados ao lazer costumam ser mais caros nos fins de semana.

Pacotes
Escolher passeios e refeições na hora ou montar um roteiro prévio dificilmente apresentará uma diferença significativa no preço da viagem. Neste caso, a diferença está mais no perfil do viajante: há os que preferem pacotes e opções definidas por um operador, por exemplo, e os que preferem personalizar todos os detalhes da viagem de acordo com as próprias preferências.

Alertas
Vale a pena ativar um alerta de preços para saber quando as passagens estão mais baratas.



*IBahia




Nenhum comentário