Novidades

TRE começa a regularizar a situação no estado

Quem teve o título de eleitor cancelado pode regularizar a situação. Em todo o estado, aproximadamente 580 mil eleitores perderam os títulos por não conseguir realizar o cadastro biométrico. No Brasil, o número de títulos cancelados este ano por falta de biometria chegou a 3,3 milhões.

De acordo com informações do presidente do TRE-BA, o desembargador José Edivaldo Rotondano, cerca de 30% dos eleitores que tiveram o título cancelado são pessoas que não tinham obrigação de votar - ou seja, têm idades entre 16 e 17 anos ou mais do que 70 anos. 

Outros serviços
Com a reabertura do cadastro eleitoral e reinício da emissão da certidão de quitação eleitoral, também voltam a ser oferecidos os serviços de alistamento eleitoral (emissão do 1º título), alteração de dados e transferência de domicílio eleitoral, de acordo com o TRE-BA. Para regularizar o título, os eleitores devem ir a um dos postos da Justiça Eleitoral, levando de comprovante atualizado de residência e documento original com foto. 

De acordo com o TRE-BA, o comprovante precisa estar no nome do eleitor, do cônjuge ou companheiro, de ascendente (pai, mãe, avô ou avó) ou descendente (filho, filha, neto ou neta), ou de parente colateral até o terceiro grau (tio ou tia), ou representante legal (assim nomeado por decisão judicial). O grau de parentesco deverá ser comprovado, através de documentos, durante o atendimento. 

Desde a semana passada, quem não conseguiu votar no segundo turno, nem justificar no mesmo dia, também pode regularizar a situação com a Justiça Eleitoral. Os eleitores têm até o dia 27 de dezembro – o prazo total é de 60 dias. Quem ficou sem votar no primeiro turno pode justificar a situação até o dia 6 de dezembro, independentemente de ter comparecido no 2º turno. Se o eleitor perder o prazo para as justificativas, terá que pagar a multa de R$ 3,51 por turno ausente. 



*Radar da Bahia

Nenhum comentário