Novidades

Confira a opinião de José Ribeiro da Costa


A Vila Natalina na praça da Bíblia sem dúvida foi um acerto contemplativo aos olhos da população Simõesfilhense, tendo um lugar harmonioso e cativante aos olhos da população frequentadora do espaço, o que nos contagia para uma reflexão do espirito natalino; na busca da generosidade e amor nos corações dos viventes, pois é Natal nos torna mais dócil e misericordioso, espero que sempre por todos os dias na vida humana.

Não deixando de ver o lado negativo da Vila Natalina, devido ser tardia sua implantação deu para observar a correria de um filme pastelão na véspera da sua inauguração, para que tudo estivesse apto para o cerimonial inaugural e pomposamente os mandatários imaginarem que encontraram o Papai Noel de verdade, mas na verdade querem somente se aparecer e brilhar mais que o show de luzes, magia encanto para os olhos.

Portanto o certo somente uma questão não tem planejamento nenhum, como muitas coisas em nossa cidade, esta vila é montada desordenadamente, sem um projeto metódico e cronogramas, terrível correria dos ASPONES correndo de um lado para o outro para ver o projeto de maior destaque do prefeito impecável e apresentável ao público ao anoitecer, “não bem um projeto de governo mais uma bela sacada, agradável para iludir os olhos do povo”.

O período natalino poderia ser próspero para o comércio local, com um projeto organizado e metódico desenvolvido a exemplo da Vila Natalina agregando o bom senso e contribuindo para melhor movimentação no centro da cidade estimulando visitas nas lojas, esta vila deveria ser planejada para inaugurar em 16 de novembro antecedendo o pagamento da primeira parcela do 13º das empresas privadas, já começando aquecer o comércio, agregando o campo da cultura diversificada como atrativos.

A exemplo até os dias atuais não haver apresentação dos jovens talentosos de Simões Filho do projeto NEOJIBA - Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia, Núcleo CESA Está sediado no município de Simões Filho, em 2011 em parceria com as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), o Núcleo de Prática Musical funciona no Centro Educacional Santo Antônio (CESA) - mantido pela OSID.

Crianças e adolescentes, estudantes do Ensino Fundamental I e II no CESA, com idades entre 05 e 18 anos, são atendidos pelo Núcleo. Para os iniciantes são propostas atividades de vivência e percepção musical. Já aqueles que se encontram num nível intermediário de aprendizagem são oferecidas aulas teóricas e de prática orquestral coletiva com instrumentos de cordas, percussão e canto coral. Finalizando a campanha natalina 05/01/19 com sorteio show de prêmios, não um caminhão para uma só pessoa.

O prefeito bastava definir o responsável (equipe) das campanhas de promoções de vendas para melhorar o comércio (sem custo para os comerciantes inicialmente), com maior clareza, já em outubro aprovado as campanhas do ano seguinte os orçamentos, estimulando oo consum no comércio local com geração de empregos; vejamos do dia 10/01/19 (semana de pagamento) poderia se iniciar liquida Simões Filho, uma liquidação limpa estoque finalizando as vésperas do carnaval com mais um show de prêmios.

Já interligando a campanha de promoção de vendas do comercio do dia das mães ao período dos festejos juninos, abrindo a campanha em 09/05/19 aproveitando os gênios mentores da Vila Natalina e criarem a Vila Junina, deixando a hipocrisia de lado definitivamente tornando o ARRAIÁ DAS VIUVAS UMA MARCA NO CALENDÁRIO CULTURAL FORTE NA BAHIA e de quebra promover o civismo trazendo povo para as ruas no 02 de julho, lembramos que foi o povo baiano que expulsou os portugueses da Bahia e não os engravatados presentes no fogo simbólico de Simões Filho. Com grande sorteio para clientes e prêmios para o vendedor no dia 10 de julho; e atrativos culturais. Simões Filho deixando o individualismo de lado em oferecer um caminhão cheio de prêmios quando poderia contemplar diversas pessoas com prêmios individuais, cabe os gênios detentor da péssima ideia de contemplar uma única pessoa quando podem contemplarem uma centena. As campanhas de promoção do comércio seria falada por outros lugares pois o justo o coletivo é melhor.

O prefeito ao falar; “Vila Natalina deu impacto positivo ao comércio” ele demostra ser um grande desconhecedor do comércio local e suas necessidades, NATAL E SÃO JOÃO o comércio se multiplica por iniciativa dos comerciantes, pela naturalidade da população irem as compras é nossa cultura, prefeito o comércio de Simões Filho precisa de um Plus a mais o ano todo e o senhor tem de estar presente com ações fortes e marcantes, não com estatísticas inoportunas e discurso sonolento.

Uma cidade cheia de lojas utilizando talão de nota fiscal com CNPJ de outras cidades de trambiqueiro, comércio de Simões Filho está vivendo uma deslealdade escrota contra os empresários sérios e responsáveis mantendo suas responsabilidades; fiscal, tributária, trabalhistas e outras despesas. Portanto prefeito e equipe, como combater estes trambiqueiros?

O município poderia fazer um recenseamento municipal do comércio, catalogando as lojas ativas e regularizando as ilegais de empresários perversos, não respeita nossa cidade não respeita nossa gente. Não basta abrir as portas colocar uma fachada bonita, o gestor do município até resolver, tomar providencias, deve lembrar que está perdendo receita com multas para aplicar em ações sociais na cidade e alavancando sua fatia no fundo de participações do município, com todas as empresas emitindo notas fiscais verdadeiras.


Fontes: https://www.neojiba.org/onde-estamos/nucleos-de-pratica-musical/8/nucleo-cesa; dia 27/12/2018 as 10:16hs.



*José Ribeiro da Costa; Sindicato dos Comerciários de Simões Filho e UGT/BA e Nacional

Nenhum comentário