Novidades

"Estou bem no Maranhão e não faço planos de retornar para a política em Simões Filho", declara Egberto Magno

O advogado, agente político e vice-presidente do Partido Comunista do Brasil (PC do B) no Maranhão, Egberto Magno foi o entrevistado do Programa Panorama de Notícias, na manhã desta quinta-feira (10), na Rádio Simões Filho FM 87.9.

Nascido na localidade de Tanquinho, Egberto adotou Simões Filho, onde deu o pontapé inicial na sua vida pública, criando o Grêmio Estudantil do Colégio Padre Luiz Palmeiras, e presidindo o PC do B municipal.

Vários assuntos foram abordados, com o político durante a entrevista, onde inicialmente ele falou sobre seu momento de luta em Simões Filho.

"Tudo começou ali no movimento do Grêmio Estudantil, exatamente em 1987 onde o ambiente no Brasil era da reabertuta democratica, nós estávamos sob a vigência do governo José Sarney um governo de transição. Para mim é uma alegria muito grnade falar para os meus conterrâneos, embora eu não tenha nascido em Simões Filho, mas cheguei aos 4 anos para essa cidade onde morei por muitos anos com ampla vivência social e a minha vida é absolutamente vinculada a esta cidade", declarou. 


A sua ida para o Maranhão, foi explicada por Egberto. 

"A minha ida para o Maranhão foi através de um convite do hoje governador Flávio Dino me fez, inicialmente eu fui passar um São João lá no Maranhão, gostei muito, o São João de lá é diferente de tudo o que eu já vi, na verdade eu fiquei encantado com o Bumba Meu Boi, com as tradições locais. Depois da conversa que eu tive com ele, resolvi aceitar o desafio , o Flávio é muito preparado política, intelectual e juridicamente, é um homem extremamente correto com uma trajetória pessoal muito bonita e vem do movimento estudantil também", explicou. 


Egberto declarou que não tem planos de disputar a cadeira do Executivo Municipal em Simões Filho. 

"Na verdade eu estou no Maranhão já há seis anos, estou atuando profissionalmente como advogado onde tenho um escritório lá com mais dois sócios, politicamente estou também completamente confortável de modo que não há sinceramente falando plano para um retorno, para atuação política em Simões Filho. Estou com a vida fixada no Maranhão, com uma filhinha que nasceu agora, tem quatro meses, minha esposa Camila que é jornalista e não há plano o meu retorno para atuar na política de Simões Filho, agora nunca se deve dizer dessa água eu não beberei, mas deixa o tempo passar", concluiu. 




Por Ataíde Barbosa

Nenhum comentário