Novidades

Em seu último comentário, Boechat lamentava as recentes tragédias brasileiras

Momentos antes de vir a óbito em um acidente de helicóptero na manhã desta segunda-feira (11), o jornalista Ricardo Boechat falava sobre as grandes tragédias que aconteceram no Brasil neste início de 2019.

Em seu último comentário feito no Café Com Jornal desta segunda, o profissional pedia para que o povo, os veículos de comunicação e principalmente as autoridades não esquecessem de Brumadinho.

Boechat ainda trouxe para a pauta uma matéria do jornal ‘O Globo’, com dez tragédias que resultaram em 1.784 mortes no país desde 2009.

“Quando a gente sofre, chora, lamenta o fato ocorrido ontem, a gente parece estar anestesiado ou gostar da anestesia, que nos faz esquecer desse fato tão logo surja um fato novo”, afirmou o jornalista.

Nas redes sociais os internautas lamentaram a coincidência no caso. “Ouvi hoje de manhã o comentário do Boechat sobre “A sucessão de tragédias no Brasil”. Uma triste coincidência o que aconteceu. Era o jornalista multitalentoso, presente na rádio, TV e internet. É uma perda imensurável. Força aos amigos e familiares”, disse um fã do profissional. “Último comentário do Ricardo Boechat foi sobre o alto número de mortos nas tragédias recentes. Ouvindo e totalmente perplexo”, comentou outro.
A morte de Boechat foi confirmada pelas autoridades às 13h51 desta segunda-feira (11). O jornalista era casado com Veruska Seibel e deixa seis filhos.


*Bahia.Ba

Nenhum comentário