Novidades

Rodoviários decidem proibir entrada de baleiros nos ônibus

O Sindicato dos Rodoviários anunciou nesta quinta-feira (4) que vai proibir a entrada de baleiros nos ônibus que circulam em Salvador. A decisão tem o apoio da Integra e ocorre após um motorista ser esfaqueado no bairro de Caixa d’Água.

“Hoje tivemos um rodoviário esfaqueado pelo baleiro, mas já aconteceu de profissionais serem apedrejados, de ônibus serem assaltados e usuários agredidos. Não vamos esperar acontecer o pior para tomar uma decisão de segurança para a categoria e para a população. A partir de sexta-feira (4) não vamos mais autorizar a entrada de baleiros”, disse o vice-presidente do sindicato, Fábio Primo, em entrevista ao bahia.ba.

Segundo ele, o motorista, identificado apenas como Djavan, teve um desentendimento com o baleiro no terminal Acesso Norte, após alertá-lo sobre outro vendedor já estar dentro do veículo.

“O cara não gostou, desceu e disse que o motorista ‘ia ver o dele’. Quando chegou na Caia d’Água, aconteceu esse episódio. O rodoviário só não morreu porque teve a habilidade de usar as pernas e os braços para se defender”, explicou. Djavan foi encaminhado para uma unidade da Hapvida no bairro de Costa Azul, mas já foi liberado.

“Hoje tem essa associação dos baleiros, mas que cede apenas colete e crachá, o que é muito pouco. Não vamos autorizar até que seja mais organizado para que a gente possa ter mais segurança para poder trabalhar em paz”, completou Fábio Primo.

O bahia.ba tentou contato com Gilson Rodrigues, presidente da União dos Baleiros da Bahia (Unibal), mas não obteve retorno.

Integra manifesta apoio
A decisão dos rodoviários recebe o apoio da Integra (Associação das Concessionárias do Serviço de Transporte Público de Passageiros por Ônibus Urbanos de Salvador), que defendia a proibição dos baleiros nos coletivos há algum tempo.

“Nós ficamos muito felizes, porque a nossa luta é contra o baleiro nos ônibus. Não existe legislação sobre o assunto, não é uma coisa correta. Para nós é até uma surpresa agradável. Nunca concordamos, nunca aceitamos essa invasão, sempre queríamos proteger nossos rodoviários e, principalmente, nossos usuários por abuso, porque os baleiros até fazem ameaça agressiva”, afirmou o diretor de relações institucionais da Integra, Jorge Castro.

Procurado pela reportagem, o secretário municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Fábio Mota, explicou que o Município não interfere na medida, cabendo a decisão apenas aos rodoviários e empresários.



*Bahia.Ba

Nenhum comentário