Novidades

Sindicato nega suspensão de greve e diz que rodoviários avaliarão proposta da Integra

O Sindicato dos Rodoviários negou nesta terça-feira (14) a suspensão da greve da categoria, agendada para iniciar a partir da 0h de quinta (16). De acordo com o vice-presidente da entidade, Fábio Primo, a diretoria aprovou a nova proposta dos empresários, mas “quem vai definir se há acordo é o rodoviário”.

“A gente vai defender a proposta em assembleia, ainda não chegamos ao acordo. A assembleia amanhã [quarta-feira, 15] será única, em apenas um turno, às 15 horas. A frota será 100% normal, não vai reduzir”, disse Primo ao bahia.ba.

A nova proposta foi apresentada à categoria em reunião com a Integra (Associação das Concessionárias do Serviço de Transporte Público de Passageiros por Ônibus Urbanos de Salvador), sob mediação da desembargadora Maria de Lourdes Linhares, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Os empresários sugeriram reajuste salarial de 5,10% (proposta anterior foi de 3,33%), além aumento de 10% no tíquete alimentação – que não estava sendo negociado pela Integra.

Foi ofertado ainda a absorção dos alunos da escolinha de formação do sindicato para o programa de promoção como motorista, o custeio das empresas nos campeonatos de futebol realizado pelo Sindicato, a concessão por parte das empresas de um ônibus para o Sindicato realizar atividades sociais e a permissão das permutas entre os trabalhadores.

Os rodoviários reivindicavam reajuste de 8% no salário, mais aumento de 15% no tíquete-alimentação. A categoria vai votar a nova proposta em assembleia no ginásio de esportes do Sindicato dos Bancários, a partir das 15 horas.

“É importante que todos os companheiros compareçam e tomem a melhor decisão para a categoria”, disse o presidente da categoria, vereador Hélio Ferreira (PCdoB).


*Bahia.Ba

Nenhum comentário