Novidades

Confira a opinião de José Ribeiro da Costa

DESEMPREGO E O GOVERNO NEURASTÊNICOS, DO PRESIDENTE LOUCO!


Conforme o boletim de emprego de março de 2019 o instituto de ALTOS ESTUDOS DA UGT, com embasamento preciosos do mercado de trabalho brasileiro e outros temas impactante as relações de capital e trabalho; tais como mercado de trabalho; crescimento da informalidade e desemprego, reforma da previdência: MOTIVAÇÃO DO PRÓPRIO GOVERNO FEDERAL E SEUS PICARETAS quais vão pagar o primeiro furacão para as centrais e federações e sindicatos se movimentarem contra a famigerada proposta de reforma trabalhista. Tendo o pais a primeira necessidade de uma reforma tributária e posteriormente a reforma política e está de cima para baixo não punir o pobre brasileiro

Fevereiro registrou abertura de 173 mil vagas de empregos com a CTPS assinada com embasamento do CAGED melhor indicador desde 2014 ao ser mais de 260 mil vagas de empregos formais, em 2018 no mesmo mês foi criada pouco mais de 61 mil empregos, janeiro de 2019 criadas pouco mais de 34 mil empregos.

Sem investimento numa política econômica solida deixando de lado o lenga lenga que a reforma da previdência é a solução para o pais se desenvolver são meros engôdos que levara a população brasileira ao desespero conforme ocorrido no chile e a miséria conforme de desenvolve na Venezuela, um governo que agradou os banqueiros com implantação da previdência privada, e outro governo tirano que sufoca, humilha seus compatriotas levando a viver a extrema pobreza, mesmo sendo uma potência detentora de petróleo.

Brasileiro deseja EMPREGO, pagar suas contas e viver em paz o brasileiro e de trabalho, tirando como exemplo o nordestino nos rincões mais improváveis a produtividade agrícola familiar, basta o presidente louco trabalhar fazer os investimentos estruturantes; para que a indústria o agronegócio e serviços dos mais diversos seguimentos produzam e gerem emprego.

Ao citar o home sertanejo Euclides da Cunha atualiza sua frase imortal; “Os Sertões “: O Home.

“O sertanejo é, antes de tudo, um forte. Não tem o raquitismo exaustivo dos mestiços neurastênicos do litoral.

Seria os raquíticos, serias os brancos apoiadores nervosos apoiadores do presidente louco. Em vez dos neurastênicos do litoral, seriam eles que lutam por um pais dividido pobre no norte e nordeste, ricos no sul e sudeste; o que seria o centro oeste uma faixa de gaza ou uma suíça tupiniquim. Para aspectos de geração de empregos está vinculada no setor de serviço que acumula 158 mil empregos nos dois primeiros meses de 2019, resultado do setor de ensino, e mais de 52 mil empregos adicionais criadas em janeiro e fevereiro pelo comercio, administração de imóveis, serviços técnicos em torno de 47 mil empregos.

Em março de 2019 deu se um resultado negativo com menos de 43 mil empregos, o comercio fechou mais de 28 mil empregos no Brasil seguido pela agropecuária com - 9.545 e construção civil com – 7.781.

A criação de empregos se iniciou pelo setor de serviços mesmo em números menos em relação aos meses anteriores foram 4.572 empregos, sendo no primeiro trimestre criadas 170 empregos, destacando o setor de ensino com +66 mil empregos, comercio e administração de imóveis, valores mobiliários e serviços técnicos criaram +51 mil empregos.

Na indústria temos resultados negativos com menos 66 mil empregos, nos dois setores apresentam números negativos: Comercio perdeu 88 mil empregos formais, agropecuária em torno de 3 mil empregos.

Ao analisar o perfil do presidente louco de não ter capacidade de acelerar o crescimento da economia, desemprego dos brasileiros e aumentar as expectativas do povo , já está afetando consumo dos trabalhadores com os salários durando no máximo 10 (dez) dias e impactando drasticamente o comércio, para quem acha que o presidente louco do Brasil está mais para Adolf Hitler; se enganam completamente pois um presidente sem autonomia de governar sendo puramente um Maria vai com as outras ele está mais para Maria a louca. Por curiosidade a expressão hoje usada "Maria vai com as outras" inicialmente era usada quando a Infanta saia para passear e era necessário que todas as damas fossem a fim de evitarem situações constrangeras, como ela começar a se despir. Portanto está ai a comparação do nosso presidente louco, quando deixa sua boca despida de ideia da cabeça na boca despida somente sai delírio psicótico. Lembrando que dona Maria foi muito mais eficiente e produtiva e despida de rancor do seu povo; em relação ao nosso presidente louco

D. Maria I. Filha primogênita de D. José I. Foi aclamada rainha em Maio de 1777. Por sofrer de doença mental foi afastada dos negócios públicos em princípios de 1792, tendo o príncipe D. João tomado conta do governo em nome de sua mãe até 1799, ano em que passou a governar em seu próprio nome, com o título de Regente.

Nascida em 1734, recebeu logo o título de "Princesa da Beira", passando com a ascensão ao trono do pai, em 1750, a ser chamada "Princesa do Brasil". Casou em 1760 com o seu tio D. Pedro de quem enviuvou.



*José Ribeiro da Costa; Sindicato dos Comerciários de Simões Filho e UGT/BA e Nacional







Nenhum comentário